Faleceu Humberto Matos, antigo vice-presidente da Câmara de Moimenta da Beira e atual presidente da Direção da Associação de Fruticultores da Beira Távora

Faleceu Humberto Matos, antigo vice-presidente da Câmara de Moimenta da Beira e atual presidente da Direção da Associação de Fruticultores da Beira Távora

Faleceu hoje, quinta-feira, 11 de julho, com 66 anos, António Humberto de Paiva Matos, antigo Vice-Presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira e atual Presidente da Direção da Associação de Fruticultores da Beira Távora.

Embora nascido em João Belo (hoje cidade de Xai-Xai), Moçambique, a 25 de janeiro de 1953, tinha as raízes todas (paternas e maternas) na freguesia de Sever, concelho de Moimenta da Beira, Município onde cedo ingressou na vida autárquica, primeiro como Vereador Municipal (1976) e depois como Deputado Municipal (1979). Interromperia a atividade política em 1984 para iniciar funções profissionais como quadro superior nas Direções Regionais de Agricultura da Beira Litoral (1984-1991) e Trás-os-Montes (1991-1994), enquanto Engenheiro Técnico Agrário.

Voltaria à vida autárquica em 1994 como Adjunto do Presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, e depois como Vereador eleito em 1998 até 2009, tendo exercido em dois dos mandatos o cargo de Vice-Presidente da Câmara.

Mesmo investido nestas funções, foi sempre um apaixonado pela agricultura e a sua modernização no concelho e na região. Era fruticultor e um defensor acérrimo de uma agricultura inovadora, sempre preocupado com o estado da lavoura.

O Presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, José Eduardo Ferreira, considerou-o sempre “um Grande Homem, de uma dedicação exemplar às causas públicas, ao longo de décadas, nunca deixando esmorecer o seu interesse por tudo o que nos diz respeito, independentemente das circunstâncias ou das funções que exerceu, e foram tantas, umas e as outras”.

O autarca, lamentando profundamente a sua perda, endereça à família as suas mais sinceras condolências. O corpo de António Humberto de Paiva Matos vai estar, a partir desta tarde, em câmara ardente na Capela do Espírito Santo, em Granjinha, Sever, realizando-se o seu funeral a partir da Igreja Matriz de Sever, onde será celebrada missa de corpo presente, amanhã, sexta-feira, 12 de julho, às 16 horas, seguindo para o cemitério da mesma localidade.

A Gazeta Rural presta-lhe homenagem e endereça à família o mais sentidos pêsames.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Anterior Incêndios: Oito meios aéreos combatem fogo de duas frentes em Alvaiázere
Próximo Fogo em Alvaiázere corta A13 nos dois sentidos entre Cabaços e Avelar

Artigos relacionados

Sugeridas

No Algarve, as alfarrobeiras dão fruto em Dezembro como se fosse Verão

Nos centros de experimentação agrária algarvios, as plantas já reagem ao clima em mudança. Nesta direcção regional de Agricultura está a maior […]

Fitotema

DGAV: Trioza erytreae – atualização da zona demarcada

A DGAV atualizou o mapa bem como a lista de Freguesias que integram total ou parcialmente a zona demarcada respeitante a Trioza […]

Nacional

Investigador português procura “código de barras” das espécies

Filipe Costa, professor da Universidade do Minho, é um dos mil cientistas que integra um consórcio internacional que quer descobrir os “códigos de barras” […]