Extendido: Debate  sobre a governança comunitária de florestas nos países de língua portuguesa – até 23 de Dezembro 2017

Extendido: Debate  sobre a governança comunitária de florestas nos países de língua portuguesa – até 23 de Dezembro 2017

As florestas e sua gestão mudaram substancialmente nos últimos 25 anos. Embora globalmente, a extensão das florestas do mundo continue a diminuir à medida que as populações humanas e a procura de alimentos e terras continuam a crescer, a perda foi reduzida em mais de 50% (FAO, 2015).

Em alguns estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa  (CPLP), o manejo florestal tem levantado questões cruciais relacionadas com a adoção de políticas públicas mais eficazes para lidar com fenómenos como os incêndios (Portugal) ou uso do espaço pelas comunidades locais para a prática agrícola em regime de itinerância (PALOP) e ainda enfrentam enormes esquemas de corrupção associados ao desmantelamento de florestas primárias e corte de essências específicas para a indústria madeireira (Moçambique e Guiné-Bissau), em particular, para o mercado asiático.

Ao longo dos últimos 25 anos, alguns países adotaram modelos de gestão comunitária de florestas que atribuem mais direitos e responsabilidades aos atores locais,como é o caso de Brasil, Guiné Bissau e São Tomé e Príncipe.

A Academia evidencia esse fato apontando para este fenómeno como a mudança mais significativa e visível nas políticas ambientais nacionais desde o final da década de 1980.

É objetivando a promoção de um debate virtual, que confira centralidade a esta temática, que a ACTUAR – Associação para a Cooperação e o Desenvolvimento , em parceria com a Tiniguena – Associação Promoção do Desenvolvimento Participativo na Base e Gestão Durável dos Recursos Naturais,e com a Fundação Land Portal, facilitará uma discussão aberta aos participantes inscritos no Landportal (https://landportal.info/user/register) que terá como principais objetivos:

  • Fomentar o debate, intercâmbio de experiências, perspetivas e posições, relativas a políticas públicas de governança comunitária de florestas nos países-membros da REDSAN/ CPLP.;
  • Identificar, mobilizar e integrar atores da sociedade civil dos países-membros da REDSAN/ CPLP no subsídio às necessidades de formação e construção de capacidades de intervenção e gestão do parque florestal;
  • Sistematizar e publicar um relatório técnico com as principais conclusões do debate, em língua portuguesa.

O diálogo virtual , que se realizará entre 26 de Novembro e 23 de Dezembro de 2017,  será conduzido em língua portuguesa, de forma assíncrona, e os resultados serão sistematizados também em língua portuguesa. Serão realizados esforços no sentido de assegurar a participação de representantes dos países de língua portuguesa que participam da REDSAN-CPLP.

O debate será facilitado por Miguel de Barros da Tiniguena – Associação para a Promoção do Desenvolvimento Participativo na Base e Gestão Durável dos Recursos Naturais

Como participar?

  • O Debate estará aberto para qualquer pessoa, sendo possível seguir a discussão on-line. No entanto, apenas os participantes registados no Land Portal poderão contribuir com comentários e perguntas.REGISTE-SE NO LAND PORTAL 
  • Siga a discussão on-line e, como participante registado, tenha a oportunidade de colocar questões e fazer comentários.
  • Caso prefira, poderá enviar as suas respostas para geral@redsan-cplp.org
  • Aguardamos a sua inscrição e agradecemos que compartilhe este convite com outros e outras eventuais interessados e interessadas.

    Para esclarecer qualquer eventual questão, poderá contactar-nos (Sérgio Pedro) através do email:geral@redsan-cplp.org

Comente este artigo
Anterior CEPAAL mostra Azeite do Alentejo a bloggers e jornalistas estrangeiros
Próximo Forte queda nos subsídios penaliza rendimento agrícola em 2017

Artigos relacionados

Últimas

ÉvoraWine junta 40 produtores e 250 vinhos do Alentejo à prova no fim de semana

[Fonte: Observador]

A quarta edição do certame ÉvoraWine, dedicado aos apreciadores de vinho, está marcada para o próximo fim de semana, com a presença de 40 produtores e cerca de 250 vinhos à prova, foi esta quarta-feira divulgado.
Dedicado ao tema “Alentejo – […]

Últimas

Oferta de Emprego – Engenheiro Agrónomo (M/F) – Vila Franca de Xira

A Associação de Beneficiários da Lezíria Grande de Vila Franca de Xira (ABLGVFX), responsável pela gestão do Aproveitamento Hidroagrícola da Lezíria Grande de Vila Franca de Xira (AHLGVFX), pretende admitir Eng. Agrónomo (m/f) para integrar o Departamento de Planeamento, Projectos, Conservação e Exploração.

Últimas

Hemisfério Norte com produção estável de maçã e queda na pêra

[Fonte: ffl revista]
No âmbito da feira internacional Fruit Logistica, teve lugar a 9 de Fevereiro em Berlim a assembleia-geral anual da Associação Mundial de Maçã e Pêra (WAPA). Na sequência da reunião, foram divulgadas as previsões de produção no Hemisfério Sul (com dados relativos a África do Sul, […]