Exportação de Vinho Madeira para a China registou crescimento de 8% em 2020 – Governo Regional

Exportação de Vinho Madeira para a China registou crescimento de 8% em 2020 – Governo Regional

A exportação de Vinho Madeira para a China registou um crescimento de 8% em 2020, face ao ano anterior, indicou hoje o Governo Regional, referindo que foram comercializados 59 mil litros, no valor de 750 mil euros, mais 54%.

“Este significativo aumento em valor foi determinado pela apetência do mercado [chinês] pelas gamas mais elevadas do vinho Madeira”, refere a Secretaria da Agricultura e Desenvolvimento Rural, em comunicado, sublinhando que as restrições inerentes à pandemia de covid-19 não afetaram as exportações para aquele país.

Os dados foram divulgados na sequência de uma prova de vinhos que decorreu na cidade chinesa de Wuhan, na segunda-feira, numa parceria entre o Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira (IVBAM) e a Viniportugal, entidade responsável pela organização de provas internacionais de vinhos portugueses.

“A participação do Vinho Madeira neste certame fez-se através das empresas Justino’s Madeira Wines, Henriques & Henriques e Pereira D’Oliveira, as quais se fizeram representar pelos seus importadores daquele país”, indica a secretaria regional.

No comunicado é referido que a China é um “mercado com grande potencial de crescimento para o Vinho Madeira”, pelo que a ação promocional foi de “grande interesse estratégico” para este produto regional.

“Sendo a mesma destinada a profissionais e agentes do setor vínico, contribuiu, deste modo, para uma maior promoção e consequente potencialização de um crescimento sustentado do setor dos vinhos portugueses, no qual se inclui o vinho Madeira, no mercado asiático”, sublinha a secretaria tutelada pelo social-democrata Humberto Vasconcelos, no governo de coligação PSD/CDS-PP.

A ação de promoção do IVBAM na China enquadra-se no Plano Promocional do Vinho Madeira, cofinanciado a 85% através do Programa Operacional Regional da Madeira 2014-2020, sendo o restante suportado pelo Orçamento Regional.

Comente este artigo
Anterior Novo estudo da Comissão evidencia redução na produção devido às estratégias do Prado ao Prato e Biodiversidade - Álvaro Amaro contesta
Próximo Governo dos Açores pretende “certificar” os solos da Região como “elemento de confiança e credibilidade”, diz António Ventura

Artigos relacionados

Notícias inovação

Combate à doença da podridão radicular dos trevos

CoLab InPP e Fertiprado recolhem as primeiras amostras de trevo-da-pérsia e do agente patogénico que ataca esta planta, utilizada no Alentejo e em Elvas para a produção de pastos destinados a alimentar gado criado em liberdade. […]

Nacional

PRR: Portugal não deve estar sujeito a condicionalismos da UE – CNA

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) defendeu hoje que Portugal não deve estar sujeito aos condicionalismos da União Europeia na reestruturação da economia e das garantias das funções do Estado. […]

Últimas

PortugalFoods procura jovens empreendedores para inovar o sector agroalimentar

Já arrancou a 4.ª edição do Ecotrophelia Portugal, prémio promovido pela PortugalFoods e que dá aos jovens universitários a oportunidade de elevarem o seu espírito empreendedor e de desenvolverem as suas ideias, […]