Expobiomasa 2019 – 24 a 26 de Setembro – Valladolid, Espanha

Expobiomasa 2019 – 24 a 26 de Setembro – Valladolid, Espanha

Acesso direto a um setor imparável
– A Expobiomasa 2019, que se celebrará em Valladolid de 24 a 26 de setembro, voltará a demonstrar que o setor dispõe das ferramentas necessárias para dar resposta aos novos desafios da sociedade. Uma porta aberta para uma realidade imparável.

– A décima segunda edição da feira especializada em biomassa, que se realizará em Valladolid com o apoio da AVEBIOM, será o acontecimento do ano para os profissionais do sul da Europa.

De acordo com as previsões, na décima segunda edição desta feira, iremos contar com a presença de mais de 500 expositores que vão apresentar os últimos avanços em tecnologia, design e performances aos 15 000 profissionais que irão visitar o recinto, ávidos de ver e adquirir equipamentos que oferecem soluções a um consumidor cada vez mais exigente e mais bem informado.

Nos últimos anos, foram instaladas na Europa cerca de 4,5 milhões de lareiras e caldeiras de biomassa de alta eficiência, de acordo os dados recolhidos na sondagem EPC 2017. Estes equipamentos e os mais de 315 000 profissionais dedicados à biomassa sólida permitiram que se usasse biomassa de origem local e de forma sustentável, em vez de se consumir o equivalente a 98 000 milhões de litros de gasóleo para aquecimento. A biomassa, que é a renovável mais importante ao nível europeu permitir-nos-á ser auto-suficientes durante 43 dias neste ano.

Perante este mercado em crescimento, a Expobiomasa tem vindo a evoluir nos últimos anos até se transformar num dos cinco acontecimentos mais importantes do setor ao nível mundial. É uma aposta por um mercado que ainda oferece muitas oportunidades em Espanha e Portugal, ao mesmo tempo que é um ponto de ligação da tecnologia europeia com os profissionais latino-americanos. Um acontecimento que tem vindo a crescer, edição após edição, e que pretende ajudar as empresas líderes a consolidar-se no mercado como alternativa aos fabricantes de tecnologia fóssil e aos lobbies de multinacionais elétricas.

A biomassa, protagonista da bioeconomia.

É um facto que a biomassa tem vindo a ganhar terreno, ano após anos, no cabaz energético espanhol. As novas lareiras e caldeiras de biomassa tiveram um crescimento enorme nos últimos anos, fundamentalmente, por um motivo: a importante poupança económica que esta solução traz em comparação com o gasto em combustíveis de origem fóssil, ou em comparação com o altíssimo custo da eletricidade, dado que a biomassa representa uma considerável poupança para as famílias, empresas e mesmo para os governos.

O setor florestal em Espanha, como já sucede na Portugal e toda Europa, vê com muito bons olhos que um aumento do consumo sustentável de biomassa ajude a mobilizar muito mais madeira e a contribuir, desta forma, para ultrapassar o abandono da floresta. E para a indústria e para as empresas de serviços é praticamente impossível encontrar outra tecnologia energética que cumpra de forma tão coerente os postulados da Economia Circular, o controlo dos custos operativos e a gestão de subprodutos.

O uso tradicional da biomassa em Espanha mantém-se numa grande parte da sociedade rural, assim como da indústria agroalimentar e florestal. Cerca de 12 % da energia para aquecimento é gerada com biomassa. E dessa percentagem, 30 % correspondem às novas lareiras e caldeiras, mais modernas, de alimentação automática e tecnologicamente avançadas responsáveis por energia limpa e renovável nas cidades e no setor de serviços. Um número que quase não alcançava os 8 % há 10 anos, de acordo com a informação disponibilizada pelo www.observatoriobiomasa.es.

Tal como a Expobiomasa evoluiu desde o seu início em 2006, em Espanha, o número de instalações de biomassa de alta eficiência passou de 9600 em 2008 para 244 197 em 2017. De entre estas novas instalações, 90 % correspondem a lareiras de pellets. Os restantes são caldeiras de biomassa de uso doméstico, com uma potência inferior aos 50 kW (15 755), assim como de uso industrial ou coletivo (11 336) com potências superiores ou iguais a 50 kW.

Sucesso coletivo: 90% dos expositores repetem em uma feira “feita à medida”

Os 180 membros da Associação são os verdadeiros promotores do acontecimento. E o sucesso da feira deve-se, em grande parte, à colaboração de dezenas de associações empresariais e profissionais, confederações, centros de investigação e universidades, agências de energia, escritórios comerciais das embaixadas, administrações públicas e meios de comunicação.

Aproveitando descontos de 40% para contratação até 30 de novembro de 2018. A grande maioria dos expositores já está reservando seus estandes entrando em contato com a organização através do e-mail jorge.herrero@expobiomasa.com

→Consulte mais informações aqui←expobiomassa

 

Comente este artigo
Anterior El porcino se mantiene en su nivel más alto de los últimos cinco años
Próximo O meu contacto com a Vespa-asiática e as (possíveis) consequências da sua presença para a Agricultura e Apicultura Nacional - João Sousa

Artigos relacionados

Últimas

Lançamento da Sub-rede da UNIMED – Água e Alimentação – 3 de Novembro – Évora

O Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais da Universidade de Évora (ICAAM), no sentido de reforçar os laços no Mediterrâneo (Norte e Sul), […]

Eventos

Dia Aberto: Projeto FASTBREED – Seleção Genómica em Trigo – 27 e 28 de maio – Elvas

A Seleção Genómica é uma estratégia para aumentar o ganho genético de seleção no melhoramento através da modelação dos efeitos numa população […]

Eventos

Universidade de Évora: Olival e Azeite – Desafios e Oportunidades – 13 março – Évora

[Fonte: Universidade de Évora]
13 de Março de 2019 | 14.30H | Sala de Conferências da Mitra
Investigar ICAAM – […]