Eucaliptos melhorados não afetam biodiversidade

Eucaliptos melhorados não afetam biodiversidade

Estudo não detetou diferenças significativas em eucaliptos geneticamente modificados para resistirem à salinidade do solo.

Um estudo japonês revela que eucaliptos geneticamente modificados para resistirem à salinidade do solo são inofensivos para o ambiente e outras espécies. Através da comparação da atividade alelopática (isto é, dos efeitos causados por substâncias químicas ou metabólitos secundários de plantas, bactérias, algas ou fungos no desenvolvimento de outros indivíduos), os cientistas da Universidade de Tsukuba e do Agri-Biotechnology Research Laboratory de Tóquio não detetaram diferenças significativas entre os eucaliptos E. camaldulensis modificados e os convencionais da mesma espécie (sem intervenção da engenharia genética), concluindo que as plantas mais resistentes são inofensivas para a biodiversidade.

Antes destes ensaios com eucaliptos geneticamente modificados para resistirem à salinidade do solo, esta equipa de investigadores já tinha sido responsável por confirmar que a transformação genética realizada nestes eucaliptos, a nível da proteína de ligação ao RNA (McRBP), aliviara a lesão e a perda de produção de biomassa causadas na planta pelo stress de sal.

Pode ler o estudo completo aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Produtores Florestais.

Comente este artigo
Anterior APBA manifesta preocupação com a integração no Plano de Recuperação e Resiliência do projeto de uma captação no rio Guadiana
Próximo Pedrógão Grande: BE e PCP avançam com contributos ao relatório da comissão de inquérito

Artigos relacionados

Comunicados

A Conta de Cultura da Avelã – uma oportunidade de investimento

O interesse crescente pelos frutos secos é uma realidade incontornável nos dias de hoje, em todo o mundo e principalmente em Países Mediterrâneos como PORTUGAL. Em conjunto com a já instalada cultura da amêndoa, um […]

Últimas

Crédito Agrícola presente na Feira Nacional de Agricultura

O Grupo Crédito Agrícola está empenhado em estar ao lado de quem produz o melhor de Portugal. A instituição patrocina, mais uma vez, […]

Nacional

OE2020: Despesa do Ministério da Agricultura sobe para 1.175,3 milhões de euros

O Ministério da Agricultura terá 1.175,3 milhões de euros para gastar em 2020, um aumento de 26,9% face à estimativa de 2019, […]