Estratégia alternativa para proteger culturas sem modificação genética

Estratégia alternativa para proteger culturas sem modificação genética

Proteção de plantas contra organismos patogénicos sem modificação genética das culturas? Uma equipa de investigadores chineses sugere uma estratégia alternativa na última edição da Plant Communications.

Os métodos biotecnológicos que existem atualmente para criar culturas resistentes a pragas e doenças apresentam limites de aplicabilidade, principalmente por se basearem em transgenia ou aplicação de superfície (que não permite o acesso às áreas mais internas da planta). A proposta destes cientistas passa pela utilização de pequenos RNA produzidos por micróbios benéficos para a proteção de culturas, garantindo a estabilidade e a entrega destes RNA em local e tempo apropriados.

RNA associados a micróbios benéficos no microbioma para a proteção de culturas contra organismos patogénicos.

A estratégia, que elimina “a necessidade da modificação genética das culturas”, assume que os pequenos RNA (sRNAs, no acrónimo inglês) podem ser transferidos do microbioma para o hospedeiro e agente patogénico, ou entre os elementos do microbioma.

Os sRNAs são os dispositivos moleculares cruciais do chamado silenciamento de genes via RNA de interferência, um mecanismo que regula a expressão genética, tanto a nível transcricional como a nível pós-transcricional.

Título do artigo original: Trans-kingdom RNAs and their fates in recipient cells: advances, utilization, and perspectives

doi.org/10.1016/j.xplc.2021.100167

O artigo foi publicado originalmente em InnovPlantProtect.

Comente este artigo
Anterior Implicações Ambientais de Vinho Embalado: Parecer para Instituto da Vinha e do Vinho
Próximo Federação Agrícola dos Açores escreve à Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e à Presidente da Comissão Europeia

Artigos relacionados

Sugeridas

ICNF reforça investimento na prevenção de incêndios

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) está a fazer um “investimento significativo” na prevenção estrutural […]

Notícias fitofarmacêuticos

Para alimentar o planeta até 2050 é preciso menos carne e mais verduras e fruta

Relatório revela que o planeta não terá capacidade de alimentar tantas pessoas sem uma transformação dos hábitos alimentares, uma melhoria na produção e uma redução do desperdício. […]

Nacional

Reforma dos pagamentos comunitários em avaliação

No próximo quadro comunitário vai ser possível alocar mais dinheiro para pagamentos diretos e medidas de mercado e a reforma do sistema está em avaliação mas só próximo quadro […]