Escola Agrária de Coimbra comercializa cabazes de Natal com produtos próprios

Escola Agrária de Coimbra comercializa cabazes de Natal com produtos próprios

A Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) colocou à venda cabazes de Natal com produtos agroalimentares produzidos nos terrenos agrícolas daquele estabelecimento de ensino.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a ESAC informa que os cabazes à venda na Loja da Agrária incluem queijos, vinhos, doces, geleias, marmelada, maçã desidratada e infusões produzidas em modo de produção biológico ou convencional, em área certificada.

Segundo a técnica superior Rosa Guilherme, “é possível ainda encontrar vários produtos horto frutícolas oriundos do modo de produção biológico, mas também convencional, como abóbora, feijão vermelho seco, clementinas, laranjas, couve portuguesa e ervas aromáticas, entre outros”.

“Os produtos são obtidos com a participação de estudantes, durante as aulas práticas e também no âmbito de projetos de investigação e demonstração, com acompanhamento dos professores e de técnicos”, explica, por seu lado, a docente e investigadora Goreti Botelho.

A produção é realizada nos campos agrícolas da ESAC em modo convencional ou biológica, e transformados nas oficinas tecnológicas do estabelecimento de ensino.

Para salvaguardar a questão ambiental, a Loja da Agrária loja não utiliza sacos de plástico e vende sacos de papel, em vez de oferecer, para incentivar a comunidade à reutilização.

Para a produção dos produtos lácteos disponíveis na loja, é utilizado leite de vaca da exploração leiteira, propriedade de um casal de antigos estudantes da ESAC, adiantou o técnico superior David Gomes.

A produção dos produtos decorre na Oficina Tecnológica de Lacticínios, no decorrer das aulas práticas e durante as atividades de inovação e desenvolvimento, “apresentando-se o produto final sob diversas formas, muitas delas com sabores únicos e inovadores”.

Os interessados podem ainda adquirir cabazes de acordo com produtos de preferência disponíveis no catálogo da ESAC.

Comente este artigo
Anterior Candidaturas aos Rural Inspiration Award 2021 até 18 de Janeiro
Próximo Fim de coimas agravadas na limpeza florestal

Artigos relacionados

Últimas

A pequena e média agricultura familiar em análise – 23 de julho

A sexta conferência de Engenharia Agronómica, Alimentar e Zootécnica, o Colégio de Engenharia Agronómica – Norte recebe Agostinho Carvalho […]

Nacional

“Dos 90 mil hectares a regar no Alqueva, 57 mil são de olival, não faria sentido continuar a apoiar esse tipo de investimento aqui”, diz Ministro da Agricultura

[Fonte: Rádio Campanário] Associações de agricultores do Baixo Alentejo têm vindo a demonstrar o seu descontentamento face à decisão do Ministério da Agricultura de cortar os apoios à instalação de olival no perímetro de rega do Alqueva e condicionar a plantação de novas áreas. […]

Dossiers

Todo perfecto: Sánchez defiende los fondos de la PAC y las reivindicaciones de los agricultores por unos precios justos

El presidente del Gobierno, Pedro Sánchez, ha defendido este miércoles 30 los fondos de la Política Agraria Común (PAC) alcanzados en el último Consejo Europeo, […]