eAmbroasia: Comissão Europeia cria base de dados única para todas as indicações geográficas

A agricultura tem agora uma base de dados única para todas as indicações geográficas. Criada pela Comissão Europeia, a “eAmbroasia” centraliza todos os produtos protegidos por indicações geográficas (DOP, IGP) e pelo rótulo de Especialidades Tradicionais Garantidas (STG).

Os produtos em causa — alimentos, vinhos e bebidas espirituosas — foram reunidos anteriormente em três bases de dados diferentes: e-Spirit-Drinks , DOOR e e-Bacchus.

A centralização dos dados num único ponto de acesso simplificará as pesquisas, bem como a transparência nos produtos registados e solicitações em curso.

Base criada em 3 fases

A eAmbrosia foi criada em três fases. Em Abril de 2019, todas as denominações de vinhos foram transferidas, depois as denominações de bebidas espirituosas seguiram-se em Julho de 2019 e, finalmente, os produtos alimentares passaram para esta nova base de dados única.

As indicações geográficas protegem legalmente mais de 3.300 nomes de produtos que devem as suas características ou reputação à sua região de produção, graças ao seu ambiente natural e aos conhecimentos e tradições dos produtores locais.

As indicações geográficas promovem as características únicas desses produtos especiais e o know-how tradicional dos seus produtores.

Cada indicação geográfica tem especificações precisas sobre como o produto é fabricado e, ao mesmo tempo, garante a qualidade dos produtos.

Entre esses produtos protegidos, nomes como Vinho do Porto, Madeirense, Dão, Tejo, Champagne, Feta, Presunto de Parma, Ouzo e Rioja estão agora disponíveis na eAmbrosia, aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior UE: Insecticidas com clorpirifos proibidos já a 1 de Fevereiro de 2020
Próximo Encontro de Cooperativas Olivícolas - 17 de janeiro - Macedo de Cavaleiros

Artigos relacionados

Nacional

Produtor desvia água de ribeira que diz ser sua por uma ordem real dada há 134 anos

A água que alimentava a cascata do vigário, na ribeira de Alte, deixou de correr porque está a ser desviada para um laranjal com 120 hectares. […]

Últimas

Incêndios. Portugal é o país que mais arde na zona do Mediterrâneo

Portugal é o país que mais arde na zona do Mediterrâneo, tendo na última década quase o dobro dos incêndios e a maior área ardida entre seis países desta região, […]

Nacional

Azeite alentejano é reconhecido como sabor do ano 2018

O Azeite de Moura DOP Virgem Extra, da CAMB (Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos), acabou de ser reconhecido como Sabor do Ano 2018 – um reconhecimento provado e aprovado diretamente pelos consumidores, […]