DGAV publica Catálogo Nacional de Variedades de Espécies Agrícolas e Hortícolas

DGAV publica Catálogo Nacional de Variedades de Espécies Agrícolas e Hortícolas

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) publicou o Catálogo Nacional de Variedades de Espécies Agrícolas e Hortícolas (CNV) de 2019.

As variedades inscritas neste catálogo são submetidas a ensaios oficiais de Distinção, Homogeneidade e Estabilidade (DHE), realizados pela DGAV e, para as espécies agrícolas, são adicionalmente realizados ensaios de valor agronómico e de utilização.

Os ensaios de valor agronómico, coordenados pela DGAV, constituem as Redes Nacionais de Ensaios das várias espécies vegetais e na sua execução participam as DRAP do Norte, do Centro, do Alentejo e de Lisboa e Vale do Tejo, as Direções Regionais de Agricultura das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), Escola Superior Agrária de Beja, a ANSEME e a ANPROMIS.

Consulte o Catálogo Nacional de Variedades

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior “É consensual que os bioestimulantes são uma das armas futuras para o desenvolvimento agrícola”
Próximo CEJA aborda Conselho Informal; estratégias de investigação e bioeconomia bem sucedidos devem ser relevantes para os agricultores e bem financiada

Artigos relacionados

Últimas

​“Hora dramática” na agricultura. Ajuda de 60 milhões “é um paliativo”

Os agricultores consideram que as linhas de crédito lançadas pelo Governo são um paliativo e não uma solução para atenuar os efeitos da Covid-19 no […]

Nacional

emRede n.º 8 já está online: sobre alterações climáticas na agricultura, florestas e territórios rurais

A Revista emRede n.º 8 – “Respostas às Alterações Climáticas – Agricultura, Florestas e Territórios Rurais”jáestá online.
A publicação da Rede Rural Nacional apresenta neste número um olhar dos decisores políticos, […]

Últimas

Incêndios: Mais de 70 concelhos do interior Norte e Centro e do Algarve em risco máximo

Mais de 70 concelhos do interior Norte e Centro e do Algarve apresentam hoje um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera […]