Desafios da Agricultura para além da PAC – Opinião de António Serrano

Desafios da Agricultura para além da PAC – Opinião de António Serrano

O artigo divulgado aqui é parte integrante da última edição da Revista Espaço Rural da CONFAGRI, recentemente publicada, que dedicou um amplo destaque à Aplicação da PAC em Portugal, através da análise e contributos de diversos especialistas.

Excerto do artigo.

Os agricultores Portugueses assistem, expectantes, às discussões técnicas e políticas sobre o próximo ciclo de programação da Política Agrícola Comum (PAC) e à medida que o processo avança, a avaliação das alternativas estratégicas ficam mais claras, a sua ansiedade e as suas preocupações tendem a aumentar. Não vou entrar na análise do detalhe das opções possíveis em avaliação, até porque existem especialistas que o têm feito neste espaço com grande profundidade.

O meu contributo é de caráter mais geral e pretende centrar-se nos múltiplos desafios que os Agricultores enfrentam e que vão muito para além do financiamento para o sector, no qual as verbas provenientes do primeiro e segundo pilares da PAC, assumem, naturalmente, um papel fundamental. Portugal está inserido num mundo globalizado e a nossa agricultura tem assumido na última década uma crescente orientação exportadora, pese embora o nosso persistente deficit do complexo agroalimentar superior a 3 mil milhões de euros em cada ano. Uma economia mundial aberta e liberalizada acentua as fragilidades estruturais dos países mais pobres e menos desenvolvidos no contexto internacional.

Portugal, país económica e financeiramente frágil, excessivamente endividado, situação agravada pela presente pandemia, vai de crise em crise sem resolver as suas
debilidades estruturais e os seus problemas de competitividade. A agricultura, em termos médios nacionais, tem superado o desempenho do resto da economia e mesmo em pandemia apresentou forte resiliência com um aumento das suas exportações em +2,5%. Mas a média tem o defeito de “esconder” as disparidades entre os diferentes tipos de agricultura, as diferentes regiões e os diferentes sectores.

Temos claramente uma agricultura a várias velocidades, com objetivos distintos, complementares e todas elas necessárias tendo em conta as caraterísticas do nosso território. O grande objetivo que deve presidir à definição das diferentes opções em avaliação na preparação da nova PAC é justamente a conciliação dos diferentes instrumentos de política agrícola à realidade do nosso País e, através deles, sem ruturas abruptas, promover maior equidade na afetação de recursos, garantindo o cumprimento dos objetivos estratégicos a que o País se propõe entre 2021 e 2027. O exercício de reflexão estratégica e de planeamento em curso sobre a nova PAC, em presente a enorme responsabilidade que é colocada ao sector e aos agricultores se consideramos o contexto global onde nos inserimos e os desafios que condicionam esta atividade e que extravasam os limites da PAC. Dos inúmeros desafios que se podem colocar quero destacar os seguintes: o imperativo da produtividade, os desafios económicos, os desafios da sustentabilidade e as preferências dos consumidores.

Continue a ler a artigo aqui

O artigo foi publicado originalmente em Confagri.

Comente este artigo
Anterior Novos corpos sociais da FPAS
Próximo Resultados do XIII Concurso de Vinhos do Algarve

Artigos relacionados

Nacional

Proprietários têm quatro anos para legalizar terrenos não reclamados

Ministro da Agricultura revela, na Renascença, outros incentivos dados a quem reclamar a propriedade de terrenos.

O Estado dá quatro anos aos proprietários para legalizar de forma gratuita os terrenos que ainda não foram reclamados. […]

Últimas

Ambientalistas portugueses e espanhóis alertam para “assalto” às águas do Guadiana

Novos regadios do Algarve e de Huelva estão sedentos e, “sem acordo prévio nem atenção pelos caudais ecológicos necessários ao estuário do Guadiana, Portugal e Espanha planeiam […]

Últimas

PCP alerta para “animalismo radical” na revisão das penas para quem maltrata animais. Discussão será feita na especialidade

Os projetos de lei do PAN, PSD, PS e Bloco de Esquerda, que preveem alterar o regime sancionatório aplicável a quem maltrata animais, […]