Cultivares de oliveira: Frantoio

Cultivares de oliveira: Frantoio

[Fonte: Vida Rural]

Cordeiro, A.M.; Calado, M.L.; Morais, N.; Miranda, A. & Carvalho, M.T.

INRB / L-INIA / URGEMP

Aspectos Gerais

Sinonímias reconhecidas: ‘Frantoiano’, ‘Bresa fina’, ‘Comune’, ‘Correggiolo’, ‘Laurino’, em Itália.

Disseminação: Itália.

Divulgação actual da variedade: Azeite.

Cultivares de oliveira: Frantoio

Descrição Agronómica e Económica

– Cultivar muito produtiva e constante. Entrada em produção média. Azeitona de peso médio (2-4 g); endocarpo de peso médio (0,3-0,45 g). Relação polpa/caroço média.

– Elevada capacidade de propagação por estaca semi-lenhosa (> 60%).

– Início plena floração (na região de Elvas e ano médio): 11 de Maio; duração média da floração: 14 dias.

– Maturação tardia e escalonada (Elvas).

– Baixa tolerância ao frio e humidade do solo. Alta tolerância à salinidade.

– Resistente à gafa e susceptível ao olho de pavão e tuberculose. Incidência média de verticillium.

– Susceptível à mosca.

– Médio rendimento em azeite (18-22%). Azeite frutado com elevada estabilidade.

Identificação Morfológica

ÁRVORE: Vigor médio, arborescência média, porte chorão.

FOLHA: Forma elíptico-lanceolada, largura e comprimento médio e curvatura longitudinal do limbo plana.

INFLORESCÊNCIA: Comprimento longo e nº de flores/inflorescência médio (18‑25 flores).

FRUTO: Forma ovóide ligeiramente assimétrica; diâmetro transversal máximo desviado para o ápice; ápice e base arredondados; mamilo ausente; lentículas abundantes e pequenas; início da viragem no ápice e totalmente negro em plena maturação.

ENDOCARPO: Forma elíptica, ligeiramente assimétrico na posição A e simétrico na posição B; diâmetro transversal máximo junto ao ápice; ápice e base arredondados; superfície rugosa; sulcos agrupados ao redor da linha de sutura (> 10); ápice com mucrão.

Caracterização Molecular

Pedro Fevereiro, ITQB / FC-UL

Comente este artigo

O artigo Cultivares de oliveira: Frantoio foi publicado originalmente em Vida Rural.

Anterior Risk and crisis management tools in Agriculture *Monthly News* March-April 2019
Próximo Investimentos Florestais PDR - Taxa de execução é baixa e Cofinanciamento nacional maioritariamente assegurado pelo Fundo Florestal Permanente

Artigos relacionados

Últimas

Oportunidades para os Açores superiores aos cortes na coesão e agricultura, diz CE

[Fonte: Jornal de Negócios]

“Apesar de no papel poder parecer que os Açores estão em posição de receber menos dinheiro na agricultura, […]

Últimas

Em busca das camarinhas quase perdidas…

[Fonte: Público]

É de uma profunda injustiça pensar-se que a mancha florestal junto às praias portuguesas foi fruto do acaso ou mero capricho da Natureza, […]

Sugeridas

Protocolo entre o ICNF e a Resipinus atribui competências de vigilância da floresta aos resineiros

[Fonte: Gazeta Rural]

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a Resipinus – Associação dos Destiladores e Exploradores de Resina assinaram em Proença-a-Nova um protocolo que permite que cerca de uma centena de resineiros possam acumular a atividade de resinagem com a vigilância da floresta contra os incêndios florestais. […]