Cotações – Suínos – 24 a 30 de maio 2021

Cotações – Suínos – 24 a 30 de maio 2021

Na semana em análise as cotações médias nacionais do porco classe E e do porco classe S apresentaram novamente um ligeiro acréscimo em relação à semana anterior (+3 cêntimos / kg). No caso dos leitões a tendência foi também de subida, quer para os animais de <12 kg (+2 cêntimos / kg), quer para os de 19-25 kg (+10 cêntimos / kg).

No Entre Douro e Minho a oferta e a procura de suínos para abate foram médias. Ligeiro acréscimo de cotações dos porcos classe E (+2 cêntimos / kg) e classe S (+1 cêntimo / kg).

Na Beira Litoral a oferta de suínos para abate foi relativamente fraca e a procura animada. A procura para exportação mantém-se muito animada. No que se refere ao leitão, a oferta foi relativamente fraca e a procura animada. A procura de leitão aumentou significativamente com a reabertura dos restaurantes. Há leitão a ser congelado a pensar no aumento da procura no período de férias e há também animais que continuam a ser canalizados para engorda. Acréscimo de cotações dos porcos classe E e classe S (+4 cêntimos / kg) e estabilidade dos leitões de <12 kg.

Na Beira Interior a oferta de suínos para abate foi relativamente fraca e a procura animada. As cotações dos porcos classe E e classe S subiram em relação à semana passada (+4 cêntimos / kg).

No Ribatejo e Oeste a oferta de suínos para abate foi relativamente fraca e a procura animada, principalmente para exportação. A oferta de leitão foi relativamente fraca e a procura foi animada, tendo a procura aumentado nas últimas semanas devido à reabertura dos restaurantes. Muitos leitões estão a ser canalizados para engorda. Acréscimo de cotações dos porcos classe E e classe S (+3 cêntimos / kg) e dos leitões de <12 kg (+8 cêntimos / kg).

No Alentejo a oferta de suínos para abate foi média e a procura relativamente animada. Subida de cotações dos porcos classe E e classe S (+7 cêntimos / kg). Acréscimo dos leitões de <12 kg apenas ao nível das cot. mín. e máx. (+26 e +17 cêntimos / kg) e dos leitões de 19-25 kg (+10 cêntimos / kg na cot. +freq.).

→ Aceda aqui às cotações ←

Comente este artigo
Anterior Live: A Agricultura não para - Novas formas comercialização produtos: Comércio Electrónico
Próximo Suinicultura: exportações aumentam 9,1% no 1º trimestre

Artigos relacionados

Comunicados

Indústria agroalimentar alerta Governo para as consequências da greve dos transportadores

Indústria agroalimentar alerta Governo para as consequências que a anunciada greve dos transportadores terá no normal abastecimento de matérias-primas e de produtos alimentares […]

Últimas

Eles querem que o futuro da alimentação nas cidades passe do chão para as alturas

Há uma empresa portuguesa que quer preencher os vazios da cidade com umas inovadoras hortas verticais rotativas, num processo que se quer todo circular. Mas também […]

Últimas

Agricultores da Cova da Beira continuam à espera de apoios prometidos em maio

A Associação de Agricultores do distrito de Bragança lembra que o granizo destruiu grande parte das culturas da região. Reclamam resposta urgente […]