Cotações – Ovinos e Caprinos – 10 a 16 de maio 2021

Cotações – Ovinos e Caprinos – 10 a 16 de maio 2021

Ovinos

Na semana em análise as cotações médias nacionais dos borregos de 22-28 kg (-23 cêntimos / kg) e de >28 kg (-11 cêntimos / kg) sofreram uma descida em relação à semana anterior; estabilidade dos borregos de <12 kg, após a descida ocorrida na passada semana.

Na Beira Interior a oferta de borrego foi fraca na área de mercado de Castelo Branco, relativamente fraca na Guarda e média na Cova da Beira. A procura foi média nas três áreas de mercado referidas. Completa estabilidade de cotações dos borregos.

Na Beira Litoral a oferta e a procura de borrego foram muito fracas nas duas áreas de mercado, Coimbra e Viseu. A escassa oferta é suficiente para satisfazer a fraca procura, quer no caso do borrego, quer das ovelhas de refugo. Estabilidade de cotações.

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta e a procura de borrego foram relativamente fracas. Redução generalizada das cotações de todas as categorias de borregos, -25 a -75 cêntimos / kg.

No Alentejo a oferta de borrego foi relativamente fraca nas áreas de mercado do Alentejo Litoral e Beja e média em Évora, Estremoz, Alentejo Norte e Elvas; a procura foi relativamente fraca em Évora, no Alentejo Norte e Estremoz e média nas restantes áreas. Descida generalizada de cotações dos borregos em todas as áreas de mercado: -40 cêntimos / kg para os animais de <12 kg, -5 a -13 cêntimos / kg para os de 13-21 kg, -5 a -30 cêntimos / kg para os de 22-28 kg e -5 a -17 cêntimos / kg no caso dos de >28 kg.

Em Trás-os-Montes a oferta de borrego foi média e a procura relativamente fraca. As cotações dos borregos de <12 e de 13-21 kg mantiveram-se estáveis nas três áreas de mercado analisadas, Alto Tâmega, Terra Fria e Terra Quente.

Caprinos

Na semana em análise as cotações médias dos cabritos de <10 kg mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior nas três regiões analisadas, Beira Interior, Beira Litoral e Trás-os-Montes.

Na Beira Interior a oferta de cabrito foi relativamente fraca e a procura média nas três áreas de mercado analisadas, Cova da Beira, Guarda e Sertã. As cotações dos cabritos de <10 kg mantiveram-se estáveis nas três áreas referidas, bem como as dos cabritos de >10 kg na Guarda.

Na Beira Litoral a oferta e a procura de cabrito foram muito fracas nas duas áreas de mercado analisadas, Coimbra e Viseu. A oferta de cabrito é escassa, mas satisfaz a fraca procura; o mesmo se aplica às cabras de refugo em Viseu. Estabilidade generalizada de cotações nas duas áreas.

Em Trás-os-Montes a oferta de cabrito foi média e a procura relativamente fraca. Estabilidade de cotações dos cabritos de <10 kg nas três áreas de mercado analisadas, Alto Tâmega, Terra Fria e Terra Quente.

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de cabrito foi relativamente fraca e a procura muito fraca. Em relação à semana passada, a oferta aumentou e as cotações mín. e máx. dos cabritos de <10 kg baixaram (-50 cêntimos / kg).

No Alentejo a oferta de cabrito foi relativamente fraca nas duas áreas de mercado, Alentejo Norte e Estremoz. A procura foi fraca no Alentejo Norte e relativamente fraca em Estremoz. Os cabritos de <10 kg aumentaram em Estremoz (+10 cêntimos / kg) e caíram no Alentejo Norte (-50 cêntimos / kg) e os de >10 kg mantiveram-se estáveis.

→ Aceda aqui às cotações ←

 

Comente este artigo
Anterior Cotações - Coelhos - 10 a 16 de maio 2021
Próximo Cotações – Suínos – 10 a 16 de maio 2021

Artigos relacionados

Últimas

Proibição de circular na Serra de Sintra prolongada até final de sábado

Na quarta-feira, a Câmara Municipal de Sintra, no distrito de Lisboa, tinha determinado a interdição do trânsito na Serra de Sintra entre as 00:00 de quinta-feira e as 23:59 de sexta-feira. […]

Sugeridas

Sessão de Apresentação do Guia Culturas GM e Políticas na EU – 29 de Novembro 2017 – Lisboa

A Associação Europeia das Bioindústrias (Europabio) publicou um caderno sobre culturas geneticamente modificadas (GM) – Guia Prático – Culturas GM e Políticas na EU -, […]

Dossiers

Plano de Economia Circular português destaca-se pelas referências a água e território

Água e solo não emergem como grandes preocupações nem nos planos da Comissão Europeia nas versões de 2015 e de 2020, nem nos planos dos países analisados, em comparação […]