Cotações – Flores e Folhagens – 26 de abril a 2 de maio 2021

Cotações – Flores e Folhagens – 26 de abril a 2 de maio 2021

Alstroeméria – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta foi suficiente para a procura média. Boa qualidade. O escoamento tem melhorado.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi ligeiramente baixa e a procura fraca. Cotações estáveis.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e equilibrou a procura. Cotações estáveis.

Arália – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e a procura média/baixa. Cotações estáveis.

Cravo/Cravina – Na Região Norte, na área de mercado de produção Entre Douro e Minho, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta foi média e a procura também. O escoamento tem melhorado.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi fraca porque ultimamente não foram feitas plantações novas e as plantações existentes estiveram e estão a ser semi-cuidadas (menor qualidade) e outras abandonadas. As cotações não se alteraram.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península Setúbal, a oferta foi média e a procura baixa. Descida da cotação mínima e da mais frequente do cravo “Tipo Americano”.

Crisântemo – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta do crisântemo “Tipo Spray” foi baixa e a procura fraca. Descida da cotação mínima e da mais frequente.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e foi suficiente para a procura. Subida das cotações devido à redução da oferta.

Espargo – Na Região Norte, na área de mercado de produção Entre Douro e Minho, a oferta foi suficiente para a procura média. Cotações estáveis.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta e a procura apresentaram-se médias. Cotações estáveis.

Estrelícia – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi escassa e a procura fraca. Cotações estáveis. Aproxima-se o fim da campanha.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média/baixa e a procura baixa. Cotações estáveis.

Eucaliptos – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e equilibrou a  procura. Cotações estáveis.

Feto – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa e a procura também. Cotações semalterações.

Gerbera – Na Região Norte, na área de mercado de produção Entre Douro e Minho, as cotações desvalorizaram. Oferta e procura médias. Boa qualidade. O escoamento tem melhorado.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média e a procura esteve alta por causa do dia da “Mãe”. A produção tem aumentado devido às temperaturas amenas. Subida da cotação máxima da gerbera, categoria I

Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e a procura aumentou devido à aproximação do dia da “Mãe”. Subida das cotações da gerbera grande e da cotação mínima e da mais frequente da gerbera mini.

Gipsofila – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi média e a procura baixa. Subida da cotação máxima.

Gladíolo – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações mantiveram-se estáveis. A oferta foi média e de boa qualidade. Procura média. O escoamento tem melhorado.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta e a procura ainda foram fracas. Cotações estáveis.

Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta manteve-se média e a procura continuou baixa. Cotações estáveis.

Girassol – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa e a procura média/baixa. Cotações estáveis.

Íris – Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa e a procura média. Cotações estáveis.

Lilium – Na região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, a oferta foi suficiente para a procura média. Cotações estáveis. Boa qualidade . O escoamento tem melhorado.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi fraca, inferior a um ano normal nesta época. Como se estragou muita flor no início da pandemia, os produtores reduziram as áreas de plantação. Procura baixa. Subida da cotação mais frequente do lilium grande e das cotações do lilium médio.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa porque o produtor não investiu nesta flor. Procura baixa. Subida das cotações.

Matiola – Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta e a procura foram baixas. Cotações estáveis.

Rosa – Na Região Norte, na área de mercado Entre Douro e Minho, as cotações valorizaram devido ao aumento da procura pela aproximação do dia da “Mãe”. A oferta foi média e de boa qualidade. Concorrência de produto importado do Equador e Holanda.

Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi média e a procura forte. Flor com maior procura no mercado devido à aproximação do dia da “Mãe”. Subida das cotações da rosa < 40 cm e da cotação mínima e máxima para a rosa 40-60cm e > 60cm. Presença de rosa do Equador para colmatar a falta de produto nacional

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa e a procura aumentou. Subida das cotações mínimas e das mais frequentes para toda a rosa.

Ruscus – Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta e a procura foram médias. Cotações estáveis.

Statice – Na Região Centro, na área de mercado Beira Litoral, a oferta foi baixa assim como a procura. Cotações sem alterações.

Na Região Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado Península de Setúbal, a oferta foi baixa assim como a procura. Cotações sem alterações.

→ Aceda aqui às cotações ←

 

Comente este artigo
Anterior Cotações - Produtos hortícolas - 26 de abril a 2 de maio 2021
Próximo OGM | As plantas transgénicas são mais naturais do que imagina

Artigos relacionados

Nacional

“Se em 2013 nos tivessem ouvido, a vespa-asiática não chegava a Lisboa”

Mais importante do que destruir os ninhos é prevenir a proliferação desta espécie invasora e predadora de abelhas. O projecto GoVespa, […]

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Florestal – Aflosor – Ponte de Sor

A AFLOSOR (Associação de Produtores Agro-florestais da Região de Ponte de Sor) está a recrutar um estudante ou recém-licenciado em Engenharia Florestal ou similar, para projecto de Monitorização de Pragas Florestais, que tenha […]

Últimas

Live: 8ª Semana Hortícola do Oeste – Vamos conhecer a Abóbora

Disponibilizamos a sessão completa do terceiro dia da 8ª Semana Hortícola do Oeste, que foi realizada no dia 27 de Abril de 2021. […]