Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 23 a 29 Setembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações médias nacionais dos novilhos e novilhas de 12 a 24 meses, de raça Turina e cruzado de Charolês, mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Na região do Entre Douro e Minho a oferta e a procura de bovinos foram médias e equilibradas. Mantém-se a entrada de carne oriunda do mercado externo, principalmente de Espanha. Estabilidade de cotações nas duas áreas de mercado desta região, Entre Douro e Minho e Ribadouro.

Na Beira Litoral a oferta foi relativamente fraca e a procura fraca nas três áreas de mercado, Aveiro, Coimbra e Viseu.

A procura e o consumo mantêm-se em queda como se tem vindo a registar nas últimas semanas. Verificou-se estabilidade nas cotações em todas as categorias e áreas de mercado.

Beira Interior

Na Beira Interior a oferta de bovinos foi relativamente abundante na área de mercado de Castelo Branco e Guarda; a procura foi média em ambas as áreas de mercado. As cotações mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Ribatejo e Oeste

No Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo, a oferta de bovinos foi média e a procura relativamente fraca. As cotações mantiveram-se estáveis em todas as categorias de animais.

Alentejo

No Alentejo a oferta e a procura de bovinos foi média nas áreas de mercado de Alentejo Litoral, Estremoz, Beja e Elvas. Com excepção da área de mercado de Évora, em que foi abundante a oferta e a procura e na área de mercado do Alentejo Norte a oferta foi média e a procura foi relativamente animada.

Na área de mercado de Évora a vitela de 6 a 8 meses cruzado de Charolês as cotações continuam a descer, 26 cêntimos/Kg na cotação mínima, 10 cêntimos/Kg na cotação máxima e 5 cêntimos/kg na cotação mais frequente. O vitelo de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 10 cêntimos/Kg na cotação mínima, 18 cêntimos/Kg na cotação máxima e 5 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

Mercado de Beja

Na área de mercado de Beja, a vitela de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 15 cêntimos/Kg na cotação mínima, 20 cêntimos/Kg na cotação máxima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente.

Os vitelos de 6 a 8 meses cruzado de Charolês desceu 16 cêntimos/Kg na cotação mínima, 30 cêntimos/Kg na cotação máxima e 10 cêntimos/Kg na cotação mais frequente. Nas restantes categorias e áreas de mercado, verificou-se estabilidade das cotações em relação à semana anterior.

A tendência da Bolsa do Bovino foi de manutenção de cotações em todas as categorias.

Todas as cotações aqui.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior ABERTURA DE UM CONCURSO À AJUDA À ARMAZENAGEM PRIVADA DE AZEITE
Próximo Furacão Lorenzo – Açores – 7

Artigos relacionados

Dossiers

Oferta de emprego – Engenheiro Florestal – Glopol – Alentejo

Indústria de transformação de biomassa pretende admitir profissional de engenharia florestal para complementar sua equipa. […]

Últimas

Como ser competitivo na cultura da batata-doce

O 1º Dia Aberto do Projeto ‘+BDMira-Batata-Doce Competitiva e Sustentável no Perímetro de rega do Mira’ vai acontecer já próximo dia 18 de setembro, […]

Últimas

A agricultura familiar, a mulher e o futuro…

(Artigo publicado na edição de Março por Victor Lamberto, Ruralentejo e Slow Food Alentejo)
A Agricultura Familiar
Ao declararem 2014 Ano Internacional da Agricultura Familiar, […]