Cotações – Bovinos – 12 a 18 de julho 2021

Cotações – Bovinos – 12 a 18 de julho 2021

As cotações mais frequentes de novilhos e de novilhas, 12 a 24 meses, não se alteraram.

Na região Trás-os-Montes, nas áreas de mercado Terra Fria e Alto Tâmega a oferta foi média/alta e a procura média/baixa.

Dificuldade no escoamento de bovinos devido ao baixo consumo.

Continuou a não se verificar qualquer influência de trocas comerciais com outros países.

Manutenção de cotações nas duas áreas de mercado.

Na região Entre Douro e Minho, nas áreas de mercado, Entre Douro e Minho Regional, Entre Douro e Minho e Ribadouro, a oferta e a procura foram médias e sem grande dificuldade de escoamento.

Continuou a existir concorrência de produto importado, sobretudo, de Espanha a preços inferiores. As vacas de abate refugo continuaram a ser exportadas para Espanha.

As cotações não se alteraram na região.

Na região Beira Litoral, nas áreas de mercado Beira Litoral Regional, Aveiro e Coimbra, a oferta e a procura foram baixas.

Mais uma semana em que o mercado manteve as características das anteriores. A procura manteve-se abaixo do esperado e devido à pandemia o turismo não melhorou. A oferta continuou insuficiente para satisfazer o mercado, e foi reforçada reforçada por animais de outras regiões. As cotações nas três áreas de mercado mantiveram-se constantes.

Na região Beira Interior, nas áreas de mercado Beira Interior Regional, Castelo Branco e Guarda, a oferta foi média/alta e a procura foi média.

Os produtores continuaram a vender, para os restaurantes.

Na área de mercado Castelo Branco, os produtores que tinham contrato com as Grandes Superfícies continuaram a entregar as peças contratualizadas.

Na área de mercado Guarda, as compras e importação, de Espanha continuaram a ter uma forte influência na cotação de bovinos na Região.

Manutenção de cotações dos diferentes produtos de origem bovina em todas as áreas de mercado.

Na região Ribatejo e Oeste, na área de mercado Ribatejo, a oferta e a procura, foram médias e continuaram equilibradas.

Houve manutenção de cotações, em toda a região.

Na região Alentejo, nas áreas de mercado Alentejo Norte, Alentejo Litoral e Elvas a oferta foi média e a procura foi média/baixa. Nas áreas de mercado Estremoz e Évora a oferta foi média/alta e a procura foi média. Na área de mercado Beja a procura e a oferta foram médias. Houve manutenção de cotações de todos os produtos, em todas as áreas de mercado.

→ Aceda aqui às cotações ←

Comente este artigo
Anterior Governo aprova versão final da estratégia para uma proteção civil preventiva até 2030
Próximo Parlamento aprova lei que estabelece às empresas do setor agroalimentar obrigatoriedade de doar alimentos

Artigos relacionados

Últimas

IN VINO VERITAS: As características das vinhas influenciam o potencial das aves como aliadas no controlo de pragas

Estudo da Universidade de Évora (UÉ) demonstra que as características das vinhas influenciam o potencial das aves como aliadas no controlo de pragas. Essencial para “facilitar uma […]

Nacional

Incêndios: área ardida desce 70% face à média dos últimos 10 anos em 2019

Os dados do 8.º Relatório Provisório de Incêndios Rurais, do ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas de 2019 revelam que o número de incêndios e a área ardida em Portugal continuam a baixar, […]

Dossiers

Brasil suspende importação de carne suína da Alemanha por caso de peste suína

O Brasil suspendeu as importações de carne suína da Alemanha após a confirmação, na semana passada, de um caso de peste suína africana naquele país, anunciou na segunda-feira o Governo […]