Corteva Agriscience™ marca presença na Feira Nacional de Agricultura´19

[Fonte: Gazeta Rural]

Corteva Agriscience™, recentemente tornada empresa independente 100% agrícola, marca presença como main sponsor na Feira Nacional de Agricultura – FNA19, que decorre de 8 a 16 de junho, no CNEMA (Centro Nacional de Exposições), em Santarém, num momento muito importante para a empresa.

Com o objetivo de promover as suas três grandes áreas de negócio: tecnologia aplicada a sementes, proteção das culturas e soluções digitais para a agricultura, Corteva Agriscience™, que recolheu a herança de 15 anos a marcar presença na FNA19, estará igualmente presente este ano, reforçando assim o seu compromisso com o mercado nacional enquanto marca líder e 100% independente.

O stand da Corteva Agriscience™ estará localizado na zona exterior do recinto, em frente à área da marca de cultivo de sementes da Pioneer. Ao longo dos seus 100m2 os visitantes podem conhecer, junto da equipa técnica especializada, as soluções da marca para a proteção de cultivos e sementes e a suas capacidades de assessoria técnica aos agricultores suportadas por elevadas ferramentas digitais.

Em Portugal, Corteva Agriscience™ é a empresa líder no desenvolvimento e comercialização de sementes para as grandes culturas anuais, com destaque para o milho. Corteva Agriscience™temcomo principal objetivo expandir a sua atuação no mercado nacional e garantir a assessoria técnica aos agricultores na sua atividade produtiva. Desta forma, oferece aos consumidores portugueses os melhores produtos e assegura um futuro de qualidade às gerações vindouras através de uma agricultura sustentável.

Por ano, mais de 3.000 agricultores portugueses são jáapoiados pela assessoria técnica da Corteva Agriscience™ e este número pretende ser aumentado para um valor que ronde os 5.200 agricultores nas diferentes áreas produtivas, com especial destaque para as culturas do milho, vinha e olival.

Comente este artigo

O artigo Corteva Agriscience™ marca presença na Feira Nacional de Agricultura´19 foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Anterior Empresas de alimentos para animais apostam em produção amiga do ambiente
Próximo Produtor desvia água de ribeira que diz ser sua por uma ordem real dada há 134 anos

Artigos relacionados

Últimas

Fruticultura biológica com potencial para crescer nos Açores

[Fonte: Vida Rural]

A fruticultura em modo de produção biológica, que ocupa cerca de 6% da total da área dedicada à produção de fruta nos Açores, tem potencial para crescer. Quem o diz é o diretor regional da Agricultura açoriano, […]

Últimas

Agricultores do Baixo Alentejo não percebem fim do apoio à fileira do olival em Alqueva

[Fonte: Agricultura e Mar]

O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, anunciou no passado dia 12 de Junho o fim dos apoios a novos projectos para instalação de olival no perímetro do Alqueva, ou à instalação de agro-indústrias associadas, no âmbito do actual quadro comunitário de apoio. […]

Últimas

Interpretar os prazos de validade “faz a diferença” no combate ao desperdício

[Fonte: Vida Rural]

Arranca esta segunda-feira (4 de fevereiro) uma campanha promovida pela Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), com apoio institucional da Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar e da Câmara Municipal de Lisboa, para ensinar os portugueses a interpretar as datas de validade dos alimentos. […]