Continente prevê comprar 10 mil toneladas de laranja do Algarve

Continente prevê comprar 10 mil toneladas de laranja do Algarve

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Um dos produtos mais característicos do Sul do País está em destaque em todas as 274 lojas Continente. Até junho, o Continente só vende laranjas do Algarve com carimbo IGP – Indicação Geográfica Protegida, designação regulamentada pela União Europeia. Esta parceria com produtores nacionais significa uma previsão de aquisição de cerca de 10.000 toneladas de laranja do Algarve.

A classificação IGP identifica produtos originários de determinada região, garantindo que apenas são comercializados artigos que tenham sido obtidos de forma tradicional e que possuam características e reputação ligadas ao território.

No caso das laranjas do Algarve, a classificação é atribuída a todos os citrinos provenientes de pomares certificados, com um caderno de encargos exigente que vincula os produtores a diversas medidas para garantir a qualidade do produto, nomeadamente que o fruto seja colhido à mão e no ponto óptimo de maturação, ou seja, com a relação de açúcares/ácidos adequada para o consumidor.

O carimbo IGP garante, desta forma, um citrino com casca fina, intensamente colorida e brilhante, com elevado teor de sumo, único da região mais a Sul de Portugal.

Todas as laranjas à venda nas lojas Continente são produzidas, assim, em 2.000 hectares de pomares certificados, distribuídos entre Tavira e Silves e pertencentes a cerca de 100 produtores que compõem as quatro Organizações de Produtores parceiras do Continente.

Ondina Afonso, presidente do Clube de Produtores Continente sublinha: «No Clube de Produtores Continente valorizamos a autenticidade dos produtos. Através de cadeias curtas de abastecimento asseguramos a sustentabilidade ambiental e económica do País, das regiões e da agricultura nacional. Ao disponibilizarmos apenas laranjas produzidas no Algarve, estamos a fechar mais um elo da cadeia de união entre o Continente e a produção nacional».

O Continente trabalha diariamente com produtores nacionais, apurando e seleccionando os produtos que correspondam às necessidades dos seus clientes. Em 2019, ano em que a colheita de laranjas apresenta uma enorme qualidade, a marca continua a apoiar o melhor da produção portuguesa e garante que todas as laranjas à venda nas suas lojas são algarvias, com classificação IGP.

A aposta na produção nacional representa um dos principais eixos estratégicos da marca, com a promessa de que produtos de qualidade – como é o caso da laranja do Algarve IGP – chegam à mesa de todos os portugueses.

Notícias relacionadas

Comente este artigo

O artigo Continente prevê comprar 10 mil toneladas de laranja do Algarve foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior Se mantiene para 2019 la lista de plantas autorizadas en los barbechos melíferos
Próximo Madeira apresenta seis planos para gestão florestal de áreas públicas

Artigos relacionados

Últimas

Estão abertas as candidaturas ao Prémio Especial Porco D’Ouro MAFDR

[Fonte: Voz do Campo]
Durante o mês de maio estão abertas as candidaturas ao Prémio Especial Porco D’Ouro MAFDR à Sanidade, Bem-Estar Animal e Ambiente.
O Prémio Especial Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural decorre da assinatura de um protocolo de colaboração com a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária e visa, […]

Nacional

Incendiários: pouca ganância, muitas perturbações mentais

[Fonte: Público]
Psicóloga da Polícia Judiciária investiga há vários anos as motivações de quem ateia fogo à floresta.
O trabalho que a especialista da Polícia Judiciária Cristina Soeiro desenvolve há vários anos para identificar as principais características dos incendiários portugueses tem contribuído para desfazer o mito que assaca aos madeireiros grandes responsabilidades no fenómeno dos incêndios florestais. […]

Últimas

“Espero que não tenhamos de voltar a passar por uma situação como esta”

[Fonte: Açoriano Oriental]

O primeiro-ministro, António Costa, agradeceu esta segunda-feira aos militares das Forças Armadas o trabalho desenvolvido durante a greve dos motoristas e manifestou a esperança de que o país não tenha de “voltar a passar por uma situação como esta”. […]