Considerações nutricionais e de saúde da carne de coelho. Quer este livro?

[Fonte: Agricultura e Mar]

A APN — Associação Portuguesa de Nutrição lançou o e-book “Escolher com saber: considerações nutricionais e de saúde da carne de coelho”. O livro digital conta com o apoio institucional da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

Explica o livro que Portugal é o 4.º país com maior produção de carne de coelho na União Europeia, produzindo 7.553 toneladas de carne de forma organizada (CAE cunicultura). A taxa de auto-abastecimento portuguesa de carne de coelho, em 2016, foi de 86,35%. Segundo as Estatísticas Agrícolas (2018), a produção de coelho reduziu-se em 6,6% no ano de 2017.

Esta publicação surge numa altura em que a ASPOC — Associação Portuguesa de Cunicultura tem em curso uma campanha para consumo da carne de coelho na Península Ibérica, apoiada pela União Europeia.

180 milhões de coelhos na UE

Na União Europeia são criados cerca de 180 milhões de coelhos para produção de carne destinada ao consumo humano alimentar, sendo que 66% são mantidos em explorações comerciais e posteriormente encaminhados para matadouros, para produção de carne destinada ao consumo humano, e 34% são criados, vendidos e utilizados em pequenas explorações.

Os três principais países produtores são: Espanha, França e Itália. A produção de coelho destes três países representa 83% da produção da União Europeia.

Consumo em queda

O consumo de carne de coelho na União Europeia tem caído nos últimos anos, estando esta redução associada à mudança nos hábitos de consumo da população (prefere alimentos com maior conveniência), à perda do hábito de consumo desta carne, ao aumento da percepção do coelho como animal de estimação, à expectativa de preço e à concorrência com outras carnes.

Na União Europeia, cada pessoa consome, em média, por ano, 0,5 Kg de carne de coelho, sendo 34% da carne consumida na União Europeia proveniente de explorações não comerciais.

O consumo per capita, em Portugal, de carne de coelho é de aproximadamente 0,87 Kg por ano. Em 2016, Portugal importou 42% da carne de coelho consumida e exportou 39% da carne de coelho produzida.

Pode fazer o download do livro aqui.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Considerações nutricionais e de saúde da carne de coelho. Quer este livro? foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Feira dos Frutos. Quem comprar bilhete electrónico recebe grátis uma Ecobox
Próximo Canábis: Primeira plantação no Baixo Alentejo em Aljustrel

Artigos relacionados

Nacional

Alqueva recebe missão empresarial de seis países

[Fonte: Agricultura e Mar]
Alqueva vai ser palco para uma visita de empresários de 6 países, durante três dias, de 22 a 24 de Maio. Uma iniciativa que junta a EDIA — Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva e o Núcleo Empresarial da Região de Beja, […]

Eventos

FCUP: INOVDia – Para uma Produção Agroalimentar Inovadora e Sustentável – 14 março – Porto

[Fonte: Faculdade de Ciências da Universidade do Porto]
No âmbito do projeto INOVRural, a FCUP promove um dia dedicado à Investigação e Inovação no setor agrícola, alimentar e florestal. Num espaço de debate aberto aos profissionais da área, venha conhecer o que de melhor se faz no setor e estabelecer pontes entre o meio académico e empresarial. […]

Nacional

9º Encontro Rocha em Flor – 14 de Março 2017 – Cadaval

A APAS vai levar a efeito no próximo dia 14 de Março, mais um “Encontro Rocha em Flor” sendo esta a sua 9ª edição.O evento vai ter lugar na Quinta do Castro, em Pragança – Cadaval. O tema que vai servir de mote ao encontro será “A estenfiliose e a sustentabilidade da produção de pêra rocha”
Inscrições aqui. […]