Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional entra em funcionamento

Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional entra em funcionamento

O Governo aprovou a criação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSANP) com o objetivo de contribuir para a concretização do Direito Humano à Alimentação Adequada e de contribuir para a definição de uma visão integrada das matérias relativas à segurança alimentar e nutricional, garantindo a convergência, a coerência bem como a participação social no âmbito da adoção dos respetivos instrumentos.

De acordo com a Resolução de Conselho de Ministros  hoje publicada em Diário da República, o CONSANP tem agora um prazo de 6 meses para elaborar e aprovar a Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, em articulação com outras estratégias, nomeadamente a Estratégia Integrada  para a Promoção da Alimentação Saudável e a Estratégia Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar. O Conselho irá igualmente avaliar e monitorizar a implementação destas estratégias.

O CONSANP irá funcionar enquanto plataforma interministerial e de participação da sociedade civil, desde o setor académico ao setor empresarial, promovendo um diálogo transparente com a população e garantindo a participação social na apreciação de medidas que visem a segurança alimentar e nutricional.

A criação do CONSANP está integrada no âmbito da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional  aprovada pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) com o objetivo de contribuir para a erradicação da fome e da pobreza nestes países. Responde igualmente ao compromisso assumido por Portugal no seio do  Conselho de Segurança Alimentar  e Nutricional da CPLP, constituído para reforçar a coordenação  entre os Estados membros e as respetivas políticas e programas sectoriais de segurança alimentar e nutricional.

Presidido pelo Primeiro-Ministro, o CONSANP integra representantes dos ministérios dos Negócios Estrangeiros, Finanças, Administração Interna, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Educação, Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Saúde, Economia, Ambiente, Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, e Mar. Fazem ainda parte do CONSANP os representantes dos Governos Regionais da Madeira e dos Açores.

 

Comente este artigo
Anterior Climate change threatens the rice crops of the Mediterranean
Próximo Sector Agrícola deve comunicar mais e melhor com a população urbana - Fórum Smart Farm

Artigos relacionados

Dossiers

Cooperativas querem “desburocratização” nos pagamentos do PDR 2020

O Ministério da Agricultura arrancou, esta semana, com a atribuição de adiantamentos para liquidação de pedidos de pagamento no âmbito do PDR […]

Nacional

COI prevê produção mundial de azeite de 3,2 milhões de toneladas. Portugal com queda de 28%

O Conselho Oleícola Internacional (COI) prevê que a produção mundial de azeite ronde as 3.197.000 toneladas na campanha 2020/21 face às 3.207.000 toneladas da temporada anterior. […]

Sugeridas

O CEPAAL vai realizar o 1.º Concurso de Azeites Online – Concurso de Azeite Virgem da Feira Nacional de Olivicultura 2020

O CEPAAL – Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo é a entidade organizadora de dois Concursos de Azeite em Portugal. […]