Conclusões do debate Francês sobre os Estados Gerais da Alimentação

Conclusões do debate Francês sobre os Estados Gerais da Alimentação

França lançou um processo de consulta e diálogo com a Sociedade Civil chamado os Estados Gerais da Alimentação. Um dos temas visados foi relançar a criação de valor na cadeia e assegurar um reequilíbrio mais justo. Outro tema tratado foi como permitir aos agricultores viver dignamente do seu trabalho e de preços justos. As conclusões do debate trazem propostas concretas, como o incremento de 10% no cálculo do valor com prejuízo para incluir custos da venda do produto no retalho.

→Descarregue aqui as conclusões←

Comente este artigo
Anterior A quoi ont servi les États généraux de l'alimentation?
Próximo Animais apresentados para leilão 01/2018

Artigos relacionados

Últimas

Quinoa. O (pseudo)cereal que está a conquistar agricultores portugueses

[Fonte: Voz do Campo]
A quinoa é um pseudo-cereal de origem andina que  além de ser rica em proteínas, cálcio, magnésio, manganês, ferro, vitaminas do complexo B, vitamina E, cobre, zinco e fibras dietéticas, quinoa é também o menos alergénico de todos os “grãos”. […]

Últimas

Governo quer construir “pequenos Alquevas” por todo o país

[Fonte: Observador]

O Governo tem em preparação um Programa Nacional para alargar a área de regadio construindo “pequenos Alquevas” por todo o país, anunciou este sábado o secretário-geral do PS, António Costa.
O líder socialista anunciou que o Governo tem em fase de conclusão de financiamento junto do Banco Europeu de Investimento (BEI) um programa para aumentar em “90 mil hectares” a área de regadio em Portugal. […]

Últimas

Incêndios: Governo aceita fasear redução de novas áreas de plantação de eucaliptos

[Fonte: Correio da Manhã]
O Governo aceitou nas negociações com Bloco de Esquerda e PCP, para um acordo para a reforma da floresta, proceder a uma redução faseada da área de plantação de eucalipto ao longo de cinco anos.
Esta redução faseada da área para a plantação do eucalipto foi hoje transmitida à agência Lusa por fonte do executivo, […]