Comissão Europeia: sem Espanha no caminho, Costa espera ter fundos europeus

Apesar do revés que significou para António Costa o arranjo final da distribuição dos cargos de topo da arquitetura europeia, o Governo acredita que Portugal saiu da cimeira desta semana em boas condições para discutir a distribuição de pelouros na futura Comissão Europeia (CE). E tem bem definida a pasta que gostaria de reivindicar em primeiro lugar: a Política Regional, que controla os Fundos Estruturais. Outra pasta vista com interesse é a da Agricultura e Desenvolvimento Rural. As Pescas e Assuntos Marítimos, que atualmente estão juntas com o Ambiente, também seriam áreas vistas com interesse.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso – iOS e Android – para descarregar as edições para leitura offline)

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Expresso .

Anterior El pollo se encuentra un 26,7% más barato que hace un año
Próximo Governo dá descontos a estrangeiros no IRS (para pilotos, trabalhadores do turismo, construção e agricultura)

Artigos relacionados

Últimas

A Propriedade Industrial no Acordo Comercial Mercosul-União Europeia – João Francisco Sá

O acordo comercial entre os
blocos regionais do Mercosul (Argentina,
Brasil, Paraguai e Uruguai e vários outros estados associados) e a União Europeia – […]

Nacional

Fundos devem ser atribuídos num prazo de 60 dias, mas chegam ao “mar” com 49 dias de atraso

Os beneficiários do Programa Operacional do Mar têm, em média, as suas candidaturas aprovadas em 109 dias e não nos 60 que estão definidos no Acordo de Parceria que regulamenta o Portugal 2020. […]

Últimas

Avaliação morfológica linear em bovinos de carne – 19 de Dezembro 2017 – Santarém

A Sociedade Portuguesa de Recursos Genéticos Animais realiza no próximo dia 19 de Dezembro o WORKSHOP “Avaliação morfológica linear em bovinos de carne”, […]