Combate ao fogo no Fundão está a decorrer “favoravelmente”

O combate ao fogo que deflagrou esta sexta-feira, em Peroviseu, Fundão, distrito de Castelo Branco, está a decorrer “favoravelmente” e a expectativa é que possa estar dominado nas próximas horas, disse à Lusa o comandante da Proteção Civil no teatro de operações.

“Em termos gerais, estamos a progredir e os trabalhos a decorrer muito favoravelmente. Pensamos nas próximas horas ter o incêndio como dominado, se as condições meteorológicas se mantiverem. Essa é a expectativa que temos”, afirmou, Amândio Nunes, segundo comandante operacional distrital de Castelo Branco, que está a comandar as operações no local.

Este responsável explicou ainda que o incêndio está dividido em três frentes, sendo que uma delas já está 50% dominada, outra a 70% e uma terceira começava, pelas 20h15, a ceder aos meios.

Às 20h15 mantinham-se no local 278 operacionais, apoiados por 84 meios terrestres e quatro máquinas de rasto, isto depois de os oito meios aéreos que estiveram no local durante a tarde terem sido desmobilizados pelo cair da noite.

Presente junto ao posto de comando, localizado ao lado da Barragem da Capinha, o presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, adivinha uma noite “muito difícil”, mesmo que o incêndio seja dominado dentro das próximas horas.

“Esperamos que possa ser dominado nas próximas horas, mas perante o perímetro que o fogo já atingiu e o terreno em que estamos, com muitas casas nas zonas baixas, sabemos que vamos ter as próximas 24 horas muito difíceis”.

O autarca especificou que a primeira fase do fogo foi “extraordinariamente difícil e bastante arriscada” e que atingiu zonas mistas (agrícolas e de habitação) com várias casas na linha de fogo, que chegaram a estar em risco.

“Neste momento já não temos casas em risco, mas nas primeiras três horas tivemos bastantes habitações na linha de fogo. Foi preciso uma intervenção desdobrada de socorro a dezenas e dezenas de casas, que estiveram em perigo”, apontou, especificando que o perímetro do fogo terá já cerca de 18 quilómetros.

O incêndio teve início às 15h05 na freguesia de Pero Viseu, no Fundão.

Pelas 17h00 o incêndio esteve a ser combatido por cerca de duzentos operacionais, oito meios aéreos e 54 viaturas terrestres.

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Comente este artigo
Anterior Portugal deve avançar com "conservação efetiva da biodiversidade"
Próximo Montalegre: está aberta a VI Semana do Barrosão em Salto

Artigos relacionados

Nacional

1ªedição do curso executivo de Marketing Agrícola e Distribuição com inscrições até 29 de Setembro

O Fórum do Consumo e a TerraProjectos, em parceria com a Confederação dos Agricultores de Portugal, lançam pela primeira vez o curso executivo Win Win – […]

Notícias PAC pós 2020

Pedro Sánchez rebaja sus pretensiones y se conforma con una PAC “bien financiada que preserve su presupuesto actual”

El presidente del Gobierno en funciones, Pedro Sánchez, parece que ha rebajado sus pretensiones de hace escasamente un mes. Si entonces aseguraba que quería una PAC “fuerte” […]

Últimas

Fórum Agrogarante: Conversas de Agricultura – 24 de outubro – Coimbra

A Agrogarante – Sociedade de Garantia Mútua, S.A. organiza o Fórum “CONVERSAS DE AGRICULTURA” […]