Cereais – FERTITRIGO

Cereais – FERTITRIGO

Resumo: Este projeto teve como objectivos: investigar os diversos aspetos da eficiência de utilização da fertilização azotada da cultura do trigo em regadio; definir o momento e a dose recomendadas de azoto com o objectivo de potenciar a produção e qualidade do grão de trigo mole; avaliar o efeito dos diferentes tipos de fertilizantes na produção e no teor proteico; avaliar o efeito da fertilização de cobertura dinâmica na produção e qualidade do trigo mole melhorador em scale up nos campos dos agricultores e, por fim, utilizar o conhecimento gerado para produzir um itinerário recomendado de aplicação de azoto, com vista à maximização de produção de trigo de qualidade superior.

Projeto desenvolvido em parceria pelas seguintes entidades: ANPOC, INIAV, IPBeja/ESA, COTR, PROCEREAIS

→Consulte aqui o site do projecto FERTITRIGO

 

Comente este artigo
Anterior Oferta de Emprego - Engenheiro Zootécnico, Agro-Pecuário ou produção animal (M/F) - Zona Centro
Próximo 1º Edição da Newsletter da Agromais

Artigos relacionados

Nacional

Proprietários e Beneficiários do Alqueva vão ter associação

A APBA – Associação de Proprietários e Beneficiários do Alqueva, é formalmente apresentada no próximo dia 11 de outubro, pelas 18 horas, no auditório da EDIA, em Beja.
De acordo com a informação avançada pela EDIA, a APBA, surge na sequência da série de sessões abertas que esta promoveu há […]

Formações

Quer ter uma horta? A Agrobio vai a sua casa!

A Agrobio, Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, tem um novo serviço de criação de hortas caseiras na zona da grande Lisboa. Dada a dificuldade inicial da construção de uma horta, a associação criou uma modalidade que a compacta a criação da horta com formação personalizada e, […]

Nacional

Presidente francês pede “reinvenção” da Política Agrícola Comum

[Fonte: Jornal De Negócios]
“A Europa agrícola de hoje é ameaçada de fora” e “de dentro”, afirmou o presidente francês Emmanuel Macron, pedindo unidade e destacando que, “sem a PAC, os consumidores europeus não beneficiarão de uma alimentação acessível e de qualidade”. […]