Centros de Competência marcam presença na Feira Nacional de Agricultura 2019

A inovação constitui, reconhecidamente, um dos principais desafios da agricultura e da floresta portuguesa para as próximas décadas.

Ciente desta realidade, dez Centros de Competências decidiram marcar presença na próxima edição da Feira Nacional de Agricultura, promovendo um stand conjunto que constitui “um claro sinal de unidade em torno de uma temática que se revela determinante para a competitividade do sector agro-florestal nacional A Investigação e a Inovação”.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, inaugura este sábado, 8 de Junho, pelas 12 horas, a 56.ª Feira Nacional de Agricultura/66.ª Feira do Ribatejo, evento que decorre até dia 16, no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, e que tem como como tema central a “Vinha e o Vinho”.

Agenda de Inovação

Explica um comunicado conjunto dos dez Centros que, de facto, numa altura em que o Ministério da Agricultura está a “ultimar uma Agenda de Inovação para o nosso sector, a concertação de uma estratégia entre a Administração e os agricultores nacionais, representados nos diversos Centros de Competências existentes, afigura-se-nos fundamental”.

Atendendo à relevância desta iniciativa, “vimos por este meio convidar todos os interessados a visitarem este stand, que se pretende que constitua não só um espaço de convívio, como uma montra de alguns dos produtos que são produzidos no âmbito das actividades e culturas representadas por estes dez Centros de Competência”, acrescenta o comunicado.

Os Centros de Competência:

  • Centro de Competências da Apicultura e Biodiversidade (CCAB)
  • Centro de Competências do Pinheiro Manso e Pinhão (CCPMP)
  • Centro de Competências do Sobreiro e da Cortiça (CCSC)
  • Centro de Competências para o Tomate Indústria (CCTI)
  • Centro Nacional de Competências das Culturas do Milho e Sorgo (INOVMILHO)
  • Centro Nacional de Competências dos Cereais praganosos, Oleaginosas e Proteaginosas (CEREALTECH)
  • Centro Nacional de Competências dos Frutos Secos (CNCFS)
  • Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio – Centro de Competências para o Regadio Nacional (COTR)
  • Centro Operativo e Tecnológico do Arroz (COTARROZ)
  • Centro Operativo Tecnológico Hortofrutícola Nacional – Centro de Competências (COTHN)

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Fundo Florestal Permanente dá 10.000 euros para combater vespa asiática em Oleiros
Próximo Madeira paga 35 mil euros de indemnizações a agricultores afetados por temporais

Artigos relacionados

Sugeridas

Linhas de crédito alargadas a mais setores. Agricultura, construção e comércio abrangidos

As linhas de crédito passam também a abranger os empresários em nome individual. Já as empresas com menos de dois anos podem aceder ao […]

Dossiers

Oferta de emprego – Professional Grower For Cannabis Farm – Montijo

Cannabis growing company operating in Europe, professional growers to manage and work on a farm […]

Últimas

Mais de 220 bombeiros combatem novo incêndio em Castelo Branco

Um novo incêndio deflagrou esta quarta-feira à tarde no distrito de Castelo Branco. De acordo com a página online da Proteção Civil, […]