Campanha de mupis da Vitacress comemora Lisboa “Capital Verde Europeia” 2020

Campanha de mupis da Vitacress comemora Lisboa “Capital Verde Europeia” 2020

A Vitacress vai ter patente em Lisboa, até 27 de Janeiro, uma campanha de mupis que visa celebrar o prémio “Capital Verde Europeia” atribuído à capital portuguesa para 2020. Esta campanha apresenta «uma comunicação dinâmica que dá destaque às folhas baby de produção biológica Vitacress», procurando «“levar” a frescura dos seus campos até Lisboa», refere um comunicado da empresa de capital 100% nacional.

Campanha Vitacress

«A Vitacress vê com enorme entusiasmo a distinção da capital do País com este galardão», explica Luís Mesquita Dias, diretor geral da empresa do Grupo RAR. «Para a empresa, faz todo o sentido avançar com uma campanha que congratula a cidade por ser “Capital Verde Europeia”, por se tratar de uma temática que está perfeitamente alinhada com o posicionamento sustentável da marca, que tem vindo a trabalhar numa política de inovação e desenvolvimento de produtos diferenciadores aliada a uma estratégia de sustentabilidade ambiental. Um dos nossos principais eixos tem sido a produção biológica, que apresenta crescimentos anuais de 30%, havendo a ambição de fazer crescer cada vez mais este número.»

Com sede em Odemira, no Sudoeste Alentejano, a Vitacress, que cultiva ao ar livre cerca de 686 hectares e em estufas de vidro 12 hectares, produz e comercializa ervas aromáticas, agrião de água, folhas para saladas e ervas aromáticas frescas. Recorde-se que o prémio “Capital Verde Europeia” é uma iniciativa da Comissão Europeia, sendo atribuído a «uma cidade europeia com mais de 100.000 habitantes que tenha demonstrado esforços na adopção de políticas e estratégias que melhorem os padrões ambientais e que promovam um desenvolvimento sustentável para o futuro».

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior Produção de azeitona para azeite cresce 25% a ultrapassar as 900 mil toneladas
Próximo INE: Pastagens e culturas forrageiras com bom desenvolvimento

Artigos relacionados

Dossiers

Kiwis y tomates resistentes al cambio climático, el nuevo foco de los ingenieros U. de Chile

Tomates y kiwis son el primer foco de este proyecto que mediante la ingeniería genética permitirá la producción de variedades más tolerantes a […]

Últimas

Os agricultores têm de produzir bem, não lhes cabe o ónus da prova da eficiência ambiental – Joaquim Pedro Torres

A relação agricultura/ambiente é hoje minuciosamente escrutinada pela opinião pública. […]

Nacional

Produção de batata de novo acima das 450 mil toneladas

A apanha da batata está praticamente concluída, tendo decorrido sem problemas assinaláveis. Em resultado dos aumentos de produtividade e de área instalada, […]