Cadastro Simplificado vai ser alargado a todo o território nacional

O diploma que prevê a extensão do projecto do Cadastro Simplificado foi aprovado no Parlamento com um texto apresentado pela comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação que “mantém em vigor e generaliza a aplicação do sistema de informação cadastral simplificada”.

Explica fonte governamental, tendo na plataforma BUPi – Balcão Único do Prédio a sua base de funcionamento, o sistema de informação cadastral simplificada foi lançado em Novembro de 2017, com o objectivo de criar condições para tornar mais simples e agilizar a identificação dos donos dos prédios rústicos e mistos e da localização geo-referenciada desses prédios.

Localização exacta dos prédios rústicos e mistos

Através do sistema criou-se um procedimento de representação gráfica geo-referenciada, que visa definir a localização exacta dos prédios rústicos e mistos e os seus limites, assim como gerar um procedimento especial de registo de prédio omisso, de forma a identificar a titularidade das propriedades que ainda não constam da base de dados do registo predial.

Balcão Único do Prédio

O BUPi – Balcão Único do Prédio é a plataforma electrónica que reúne toda a informação relevante sobre o prédio, disponível na Administração Pública.

O projecto-piloto abrangeu 10 concelhos: Alfândega da Fé, Caminha, Figueiró dos Vinhos, Góis, Castanheira de Pera, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela, Proença-a-Nova e Sertã.

Actualmente, a plataforma soma perto de 130 mil RGG (Representação Gráfica Georreferenciada) declaradas, que já reflectem mais de 50% de área conhecida do território em Portugal, refere a mesma fonte.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Sogrape às compras no Reino Unido
Próximo Já arrancou a Feira Nacional do Mirtilo

Artigos relacionados

Últimas

Deputados do PSD acusam Governo de suspender remoção de jacintos no Sorraia

Ministério do Ambiente diz que só num açude já foi efectuada a remoção do jacinto-de-água de uma área superior a 2,6 hectares mas os meios tiveram de ser deslocados para outros locais. […]

Últimas

Câmara de Arcos de Valdevez apoia Sapadores Florestais com 150 mil euros

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez celebrou esta terça-feira, dia 10 de Dezembro, os protocolos anuais com as equipas de Sapadores Florestais da Associação Florestal Atlântica, […]

Últimas

Problemas de água “podem resolver-se com água do Tejo”, mas ‘Projeto Tejo’ fica de fora do PNI 2030

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) acredita que os problemas de água nas regiões do Oeste, Ribatejo e Setúbal podem resolver-se com o aproveitamento da água do Tejo, […]