Bruxelas devolve 435 milhões de euros aos agricultores da UE

 Desde a reforma da PAC em 2013, é deduzida uma quantia, uma vez por ano, de pagamentos diretos aos agricultores, a fim de criar uma reserva para crises no setor agrícola, diz a Comissão. Portugal vai receber 6.735.448 euros.

Bruxelas redistribui 435 milhões de euros de ajudas e Portugal recebe 6,7 milhões de euros desta redistribuição.

A Comissão Europeia revelou em comunicado que os “agricultores europeus elegíveis para pagamentos diretos recebem, a partir de 1 de dezembro de 2016, um montante suplementar de 435 milhões de euros correspondentes à reserva de crise não utilizada”. Portugal recebe 1,54% do previsto.

Desde a reforma da PAC em 2013, é deduzida uma quantia, uma vez por ano, de pagamentos diretos aos agricultores, a fim de criar uma reserva para crises no setor agrícola, diz a Comissão. Isto é, está prevista uma reserva de crise criada anualmente a partir dos pagamentos directos atribuídos aos agricultores comunitários.

Este montante pode ser mobilizado, se o orçamento anual não for suficiente para financiar as necessidades de medidas de apoio ao mercado, como a intervenção pública e a armazenagem privada e medidas excecionais em situações de crise. Se não for utilizada até ao final do ano, esta reserva é devolvida aos agricultores.

Os Estados-membros que receberão valores mais elevados são a França (90,7 milhões de euros), a Alemanha (60 milhões de euros) e a Espanha (55,8 milhões de euros).

Comente este artigo
Anterior A Agricultura é um sector com futuro!
Próximo Crédito Agrícola distingue 62 vinhos nacionais

Artigos relacionados

Comunicados

Ministro da Agricultura recebe com agrado propostas da FENAREG sobre futuro do regadio

20 de Novembro de 2018
O Ministro da Agricultura visitou a obra de regadio público do Roxo, em Aljustrel, onde decorreram as XI Jornadas FENAREG, […]

Sugeridas

Maria do Céu Albuquerque: Conjuntura apresenta-se favorável ao crescimento do setor suinícola

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque afirmou que «o País e o setor agropecuário mudaram […]

Nacional

UE avisa que subsídios aos agricultores britânicos acabam em 2020

[Fonte: Dinheiro Vivo] Os fundos comunitários vão acabar em 2020 para os agricultores britânicos devido ao ‘Brexit’. O comissário europeu da Agricultura, […]