Brexit: Mercado de Produtos Fitofarmacêuticos

Brexit: Mercado de Produtos Fitofarmacêuticos

Com a saída do Reino Unido da UE no início deste ano, a Comissão Europeia tem vindo a desenvolver ao longo do tempo um acordo que abrange diversos setores do mercado para que este período de transição decorra sem dificuldades, apesar das barreiras ao comércio e trocas internacionais neste momento já sentidas.

Assim, recentemente a Comissão publicou um comunicado relativo às consequências da colocação no mercado de produtos fitofarmacêuticos motivadas pelo Brexit, particularmente na aprovação de substâncias ativas e autorização de produtos fitofarmacêuticos.

Leia o comunicado na íntegra aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Groquifar.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Rede Nacional de Postos de Vigia é hoje reforçada
Próximo Qual a relação entre alterações climáticas e florestas?

Artigos relacionados

Últimas

Miranda do Douro investe meio milhão de euros em ecocentro para estudo de cogumelos

O município de Miranda do Douro investiu perto de meio milhão de euros num ecocentro dedicado ao estudo e produção de cogumelos e num guia de campo sobre estes fungos, […]

Últimas

Plano para evitar fogos em Pedrógão violava lei e calculava mal o risco

[Fonte: TSF] Ofícios e avaliações do Instituto da Conservação da Natureza e Floresta (ICNF) revelam as razões para Pedrógão Grande não ter o obrigatório plano de defesa da floresta no dia do fogo que matou 66 pessoas. […]

Últimas

Valorizar a floresta da região como sumidouro de carbono debatido em Boticas

Iniciou no dia 17 de setembro, em Boticas, no âmbito do
projeto TROCO 2, cujos parceiros da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega
são a Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega (ADRAT), […]