Brexit. Governo quer manter “relação facilitada” entre portos portugueses e britânicos

Brexit. Governo quer manter “relação facilitada” entre portos portugueses e britânicos

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, disse esta terça-feira, no parlamento, que quer manter uma “relação facilitada” entre os portos portugueses e os portos britânicos, tendo o Governo preparado vários planos nesse sentido.

“Queremos continuar a ter uma relação facilitada entre os nossos portos e os do Reino Unido”, afirmou Ana Paula Vitorino, durante uma audição parlamentar na Comissão de Agricultura e Mar.

A governante indicou ainda que, relativamente às exportações, as preocupações da área governativa do mar são semelhantes às dos outros setores, existindo já vários programas para tentar minimizar o impacto para Portugal da saída do Reino Unido da União Europeia (“Brexit”).

“Para apoiar as entradas e saídas temos um conjunto de planos […] relativos à janela única logística entre portos portugueses e do Reino Unido, para não acrescentar às questões que têm a ver com taxas de importação e exportação problemas de perda de competitividade”, sublinhou Ana Paula Vitorino, sem adiantar mais pormenores.

A líder do Ministério do Mar esclareceu que a principal preocupação do Governo, no que se refere às quotas de pesca, não é a do bacalhau, mas a do verdinho, acrescentando ainda que Portugal não tem acordos diretos com a Noruega.

“Em matéria de quotas de pescas não temos negociação de acordos diretos com a Noruega, tudo é feito através da União Europeia. Não temos quota de bacalhau entre nós e a Noruega, temos uma percentagem do acordo que existir com a União Europeia. Relativamente ao Reino Unido, a nossa preocupação tem a ver com a quota do verdinho. Estamos a acompanhar muito de perto esta questão”, acrescentou.

A saída do Reino Unido da União Europeia está agendada para março de 2019, três anos após o referendo que viu 52% dos britânicos a votarem a favor do “Brexit”.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Governo dos Açores diz que promoção do queijo da região é feita em várias dimensões
Próximo Cotações – Suínos – Informação Semanal – 14 a 20 Janeiro 2019

Artigos relacionados

Nacional

Cultivares de Oliveira: Cordovil de Serpa

Cordeiro, A.M.; Calado, M.L.; Morais, N.; Miranda, A. & Carvalho, M.T.
INRB / L-INIA /27 URGEMP

Aspectos Gerais
Sinonímias reconhecidas: Cordovil de Moura. […]

Últimas

“A transformação de solos que é necessária não se faz sem investimento”

A secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, acredita que em apenas um ano o Governo vai aprender o suficiente para corrigir o que for necessário na Serra de Monchique, […]

Nacional

Rendimento da atividade agrícola deve aumentar 0,6% em 2018

O rendimento da atividade agrícola em Portugal deverá aumentar 0,6% em 2018, face a 2017, após um crescimento de 5,4% no ano passado, […]