Bluegrowth no Foodlab para desenvolver produção sustentável de alimentos

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) aprova o Foodlab, promovido pelo Governo português na sequência dos problemas que Portugal e a Europa enfrentaram com as alterações climáticas, com graves consequências e impacto ao nível da cadeia de valor produtivo e processamento de alimentos.

Os trabalhos do Foodlab iniciar-se-ão já a partir de Setembro, contanto com uma agenda de eventos e workshops que procuram sensibilizar a sociedade civil para a problemática dos impactos da actividade da produção de alimento.

Este laboratório contará com a experiência e as tecnologias desenvolvidas pela Bluegrowth, quer no contexto da optimização produtiva das produções aquícolas quer na gestão autónoma dos bio-processos das designadas biotecnologias azuis.

Liderado pela BGI Accelerator – Building Global Innovator o Foodlab ficará localizado em Idanha-a-Nova, onde potenciará um contexto de promoção da economia circular em simbiose industrial, visando o desenvolvimento de modelos sustentáveis de produção de alimento e valorização de recursos endógenos.

18 empresas no projecto

Dezoito instituições integram este desafio: as empresas Vera Cruz Group, Seeds Vivas, Silvapor, Iberponics, BlueGrowth, Hortas de Idanha e Sensefinity; as instituições de ensino superior: UBI, IBS, IPCB, IPG and IPV; as associações empresariais Cluster Agroalimentar de Castelo Branco, Coopagrol, AEBB, BioRaia, APABI e Montes da Raia.

Estas instituições irão cooperar sob a liderança da BGI Accelerator para desenvolver, aperfeiçoar e testar tecnologias emergentes que visem optimizar e desenvolver modelos de produção, mitigando impactos sociais e ambientas do processo de produção de alimento.

Do mar à terra

Este laboratório contará com a experiência e as tecnologias desenvolvidas pela Bluegrowth, quer no contexto da optimização produtiva das produções aquícolas quer na gestão autónoma dos bio-processos das designadas biotecnologias azuis.

Trata-se tecnologias desenvolvidas em contexto da economia azul que serão colocadas à prova nos paradigmas que emergem da economia verde.

Custódia Rebocho, presidente da Bluegrowth, refere que a integração neste laboratório colaborativo representa um marco na filosofia de responsabilidade social e ambiental que estão subjacentes ao modelo de negócio da Bluegrowth. “Temos investido muito em desenvolver conhecimento e tecnologia que contribua para a gestão inteligente da água e a mitigação de impactos ambientais das actividades antropogénicas”,diz.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Bluegrowth no Foodlab para desenvolver produção sustentável de alimentos foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Cinco eurodeputados portugueses em vice-presidências de Comissões do Parlamento Europeu
Próximo Idanha recebe Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis

Artigos relacionados

Últimas

Entrega de prémios da 6.ª edição do Prémio Intermarché Produção Nacional

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

São conhecidos no dia 2 de Outubro os vencedores da 6ª […]

Nacional

Encontro Regadio 2019 – 6 a 7 de novembro – Odemira

[Fonte: Voz do Campo]
A FENAREG e a Associação de Beneficiários do Mira organizam a 6 e 7 de novembro, […]

Nacional

Syngenta inaugura 1.º Centro Comunitário de Lavagem de Pulverizadores em Portugal

[Fonte: Agricultura e Mar]
O 1.º Centro Comunitário de Lavagem de Pulverizadores e Tratamento de Efluentes Fitossanitários em Portugal foi inaugurado a 21 de Junho, […]