Belmonte declara estado de calamidade municipal por causa da trovoada de domingo

Belmonte declara estado de calamidade municipal por causa da trovoada de domingo

“Num quadro de excecionalidade conferido pela natureza da ocorrência e extensão dos danos, afetando fortemente todo o concelho, constitui preocupação do município criar condições que permitam levar a cabo, de forma adequada e equitativa, a minimização dos prejuízos e recuperação do setor agrícola, recorrendo para o efeito aos instrumentos legais que estejam disponíveis”, refere a autarquia, em comunicado.

Na informação, a Câmara presidida por António Dias Rocha recorda que, no domingo, dia 31 de maio, o concelho foi atingindo por “condições climatéricas excecionais, que provocaram danos em todas as freguesias do concelho”.

“Os danos registaram-se em explorações agrícolas, agropecuárias e florestais, bem como instalações ligadas a outras atividades económicas, infraestruturas, equipamentos públicos e associativos, habitações e outros bens, sendo que o setor agrícola foi sem dúvida o que teve maior prejuízo”, aponta.

Assinado pelo autarca, o despacho também torna público que foi declarado o estado de calamidade no âmbito municipal, após a audição da Comissão Municipal de Proteção Civil, no seu formato reduzido.

Segundo o comunicado, as entidades distritais e municipais de proteção civil também já conseguiram repor o funcionamento das infraestruturas e equipamentos essenciais à vida das populações, nomeadamente nos domínios da energia, abastecimento de água, comunicações e circulação.

O município assume ainda o compromisso de desencadear junto da Direção Regional de Agricultura do Centro os “procedimentos necessários à minimização dos prejuízos provocados pelas condições climatéricas excecionais”.

Continue a ler este artigo no SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Ministério da Agricultura avalia estragos provocados pelo temporal de 31 de maio e estuda medidas de apoio aos produtores
Próximo Incêndios: Observatório Técnico Independente alerta para menos meios no ataque inicial

Artigos relacionados

Blogs

VAMOS FALAR A SÉRIO DE MILHO GRÃO?

por Carlos Neves, em 23.10.19

Esta página “CARLOS NEVES AGRICULTOR” não tem por objetivo ser uma página profissional sobre a cultura do milho ou qualquer outra atividade agrícola. […]

Últimas

Governo elogia investimento de 50 milhões de euros em produção de amêndoa no Fundão e Idanha-a-Nova

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural disse hoje que o projeto de produção de amêndoa que está em curso nos concelhos do Fundão e de Idanha-a-Nova é “de grande dimensão” […]

Últimas

ACTUAR apresenta contributos para a consulta pública da proposta de Estatuto da Agricultura Familiar em Portugal

A ACTUAR – Associação Para a Cooperação e o Desenvolvimento congratula os esforços realizados no sentido da construção de um Estatuto para a Agricultura Familiar em Portugal e valoriza o importante debate público relativamente ao mesmo. […]