Barragens no Alentejo tinham menos 10% de água armazenada que o esperado em abril

Barragens no Alentejo tinham menos 10% de água armazenada que o esperado em abril

[Fonte: Rádio Campanário] No último dia do mês de Abril de 2019 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se um aumento do volume armazenado em 9 bacias hidrográficas e uma descida em 3. 
Das 59 albufeiras monitorizadas, 21 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 6 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total.

No que concerne à bacia Hidrográfica do Guadiana encontra-se a 74,8% da sua capacidade total, menos 10 pontos percentuais abaixo da média esperada para o referido mês.

De acordo com os dados, esta bacia hidrográfica não tinha no final de abril nenhuma albufeira acima dos 80% de capacidade. No entanto a que mais percentagem de água armazenada apresentava era a Barragem de Enxoé (78.4%) da sua capacidade total, seguindo-se de Alqueva que estava a 77,8%, Odeleite (65.2%), Beliche (57.3%), Monte Novo (54.2%), Abrilongo (55.4%) e Lucefecit (50.3%).

Por outro lado, as barragens do Caia e Vigia armazenavam no final de abril menos de 50% da sua capacidade total, 31.3% e 23.8%, respetivamente.

Comente este artigo
Anterior Ministro diz que não “atira a toalha ao chão” na negociação dos fundos estruturais
Próximo Este ano “não haverá com certeza problemas de abastecimento público, e de regadio serão apenas pontuais”, garante à RC dir. reg. de Agricultura

Artigos relacionados

Últimas

Há uma bactéria mortal que pode fazer aumentar o preço do azeite

A Xylella fastidiosa foi descoberta pela primeira vez na Europa em 2013, na região da Apúlia em Itália, e é uma bactéria que causa doenças […]

Últimas

Vinho dos mortos: tradição portuguesa renasce em vinícola brasileira


Enterrar garrafas de vinho é uma tradição portuguesa que remonta ao século XIX. Há uma quinta no interior de São Paulo, […]

Últimas

Ciberataques e alterações climáticas na agenda dos chefes da diplomacia da União Europeia

No âmbito da presidência rotativa da UE, agora encabeçada pela Finlândia, os responsáveis pelas pastas dos Negócios Estrangeiros e da Defesa de cada país rumam a Helsínquia para participar nestas reuniões ministeriais, […]