Barragens do Caia, Lucefecit e Vigia com níveis preocupantes de armazenamento

Barragens do Caia, Lucefecit e Vigia com níveis preocupantes de armazenamento

[Fonte: Rádio Campanário] No último dia do mês de Julho de 2019 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se uma descida no volume armazenado em todas as bacias hidrográficas monitorizadas.

Das 59 albufeiras monitorizadas, 8 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 12 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total.

No que concerne à bacia Hidrográfica do Guadiana encontra-se a 67.2% da sua capacidade total.

De acordo com os dados, nesta bacia hidrográfica a albufeira que mais percentagem de água armazenada apresentava era a Barragem de Alqueva (71%) da sua capacidade total, seguindo-se Enxoé que estava a 61.1% e Odeleite (50.3%).

Já as barragens abaixo dos 50% da sua capacidade de armazenamento são 6: Abrilongo (22.8%), Beliche (42.3%), Caia (20.6%), Lucefecit (16.6%), Monte Novo (35.3%) e Vigia (12.7%)

As barragens do Caia, Lucefecit  e Vigia continuam a ser as que apresentam o nível de armazenamento mais preocupante, situação que se vem arrastando há vários meses como pode ser comprovado nos dados Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos.

Comente este artigo
Anterior PDR2020: Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola - apoios a agricultores afetados pela seca
Próximo SAGRI: Inscrições abertas para os cursos de «Agricultor Sustentável»

Artigos relacionados

Nacional

Roubos na agricultura põem GNR de sobreaviso no Algarve

Só nos últimos 15 dias a Guarda Nacional Republicana deteve oito pessoas que, no total, tinham em seu poder mais de 1.300 quilos de alfarroba. […]

Nacional

Quais os benefícios da tecnologia na gestão florestal?

O investigador Jorge Cunha, do INESC TEC, foi um dos oradores do AgroIn 2019. Em entrevista à VIDA RURAL explica quais os maiores benefícios da tecnologia na gestão da floresta. […]

Nacional

Promoção e Valorização de Azeites de Montanha

O projeto Promoção e Valorização de Azeites de Montanha (CENTRO-01-0246-FEDER000004 / 6756) foi proposto pela parceria entre o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB), […]