Barragem rebenta na região de Salvador da Baía. Cidade de Pedro Alexandre decreta estado de calamidade

Uma barragem na localidade Quati, localizada a cerca de 430 quilómetros de Salvador, no Brasil, rompeu-se esta quinta-feira, provocando a evacuação de duas cidades: Pedro Alexandre, onde se situa a barragem, e a de Coronel João Sá, a cerca de 45 quilómetros. A prefeitura de Pedro Alexandre já decretou estado de calamidade e emergência. A notícia está a ser avançada pela página G1, afiliada da rede Globo, que também publica um vídeo onde se vêem enormes trombas de água enlameada a entrar pelas localidades adjacentes. A região tem sofrido fortes chuvas recentemente.

A administração de Coronel João Sá, que fica em um nível abaixo da barragem e é cortado pelo Rio do Peixe, pede para cerca de 120 famílias que moram às margens do rio deixem o local mas nem todas o querem fazer. Não há ainda indicação de feridos ou vítimas mortais. “Considerando o volume de água que tomou a cidade, causando inundações, enxurradas, alagamentos que ocasionaram danos materiais em residências, vias públicas, pontes e equipamentos públicos diversos”, a cidade de Pedro Alexandre decidiu então decretar estado de emergência.

Até por volta das 15h, (19h em Lisboa) as autoridades ainda não tinham conseguido retirar as pessoas das casas. Os moradores, explica o G1, recusaram, até agora, abandonar as suas coisas.

Segundo disse Carla Leão, coordenadora da Defesa Civil em Pedro Alexandre, algumas casas que ficam no povoado de Quati já foram invadidas pela onda de lama.

“Algumas casas foram invadidas, mas não houve feridos. Ainda não conseguimos contacto com esses moradores porque o povoado está ilhado. Tem muita lama e água no caminho. Apesar disso, sabemos que eles não foram atingidos porque entramos em contato antes, e eles deixaram as casas antes do rompimento”, afirmou a coordenadora.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem registadas 16.695 pessoas em Pedro Alexandre. Já Coronel João Sá tem uma população que chega a 17.066.

(em atualização)

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Comente este artigo
Anterior Rui Rio quer "abolir" rendas fixas nas renováveis e decretar emergência climática
Próximo Avisos Agrícolas 10/07/2019: Kiwi, Pomóideas, Pequenos Frutos, Castanheiro, Nogueira, Batateira, Milho, Tomate e Couve

Artigos relacionados

Últimas

Alentejo já tem 5 barragens abaixo dos 50% de água armazenada

[Fonte: Rádio Campanário] No último dia do mês de maio de 2019 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se um aumento do volume armazenado em 4 bacias hidrográficas e uma descida em 8, […]

Nacional

Alentejo “Fora da Caixa”. Com um pé em Portugal e o outro em Espanha

Em 1984, Campo Maior recebeu a primeira grande exposição ibérica de Arte Moderna. À época, artistas portugueses e espanhóis juntaram-se num evento arrojado que acabou por criar num jovem alentejano, […]

Últimas

Gado abatido cresce 1,8% em Maio. Maior volume nos suínos, ovinos e equídeos

O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em Maio de 2019 foi 39.881 toneladas, o que correspondeu a um acréscimo de 1,8% (+9,6% em Abril), […]