Azores Wine Company recebe prémio Produtor Revelação do Ano 2016 pela Revista Wine – a Essência do Vinho

Azores Wine Company recebe prémio Produtor Revelação do Ano 2016 pela Revista Wine – a Essência do Vinho

Azores Wine CompanyA Azores Wine Company foi considerada o Produtor Revelação do Ano 2016 pela Revista Wine – a Essência do Vinho, manifestando a publicação, que os vinhos da Azores Wine Company são de grande qualidade e a empresa “representa uma relevante lufada de ar fresco nos vinhos do arquipélago …num ápice, Maçanita teve o condão de colocar entendidos do vinho a comentar os vinhos e as castas dos Açores”.

A Revista Wine dá ainda destaque ao reconhecimento internacional que os vinhos da Azores Wine Company têm tido por parte de publicações influentes no mundo como a Wine Advocate de Robert Parker, que colocou a empresa açoriana como o único produtor português com três vinhos brancos numa posição de excelência.

Quarta publicação mundial especializada em vinho com maior número de seguidores nas redes sociais, a A Revista Wine – A Essência do Vinho alcançou em 2016 mais de 16 milhões de pessoas com a totalidade das suas publicações, sendo que no ano que agora terminou, mais de 600.000 pessoas participaram 26 eventos produzidos em Portugal e em 120 ações realizada em 30 cidades de uma dezena de países.

Na habitual gala anual, a Revista Wine premiou os Melhores do Ano 2016, em várias categorias entre vinhos e gastronomia, a Azores Wine Company foi o vencedor de entre os quatro nomeados para a categoria de Produtor Revelação, lista onde constavam respeitados projetos com notoriedade em Portugal como Vicentino Wines, com consultoria de Bernardo Cabral; vinhos Druida, um projeto de Nuno do Ó; e os vinhos Popa, dos irmãos Stephane e Vanessa Ferreira.

Descrito como “um dos mais inquietos” enólogos portugueses, António Maçanita fundou em 2014 a Azores Wine Company em conjunto com Paulo Machado e Filipe Rocha, tendo deste aí desenvolvido nos Açores, um trabalho de enorme notoriedade aos vinhos da Região, não só em Portugal como também em vários países da europa, bem como nos EUA e Canadá, preservando e divulgando as castas indígenas e exclusivas dos Açores, dando provas do enorme potencial das castas açorianas e do Terroir Açorianos na produção de vinhos brancos de exceção.

Recorde-se que recentemente a Azores Wine Company foi distinguida com o prémio “Projeto do Ano” na Revista “100 Maiores Empresas dos Açores” e os seus sócios-fundadores António Maçanita, Filipe Rocha e Paulo Machado considerados pela mesma publicação os “Empreendedores do Ano”.

António Maçanita foi também recentemente distinguido pela Revista Paixão pelo Vinho como o “enólogo Geração XXI”, numa gala única de celebração dos 10 anos desta publicação.

No trimestre de 2014, a Azores Wine Company iniciou um processo de recuperação de cerca de 65 hectares de vinhas na ilha do Pico, que inclui ainda a construção de uma Adega com um espaço de alojamento, que irá estar concluída no prazo máximo de 2 anos.

Açores 24Horas

 

Comente este artigo
Anterior Marché des grains Agritel veut faire de Paris une place de marché incontournable en Europe
Próximo Sima Innovation Awards 2017 John Deere obtient son Sesam électrique

Artigos relacionados

Últimas

“Donos” da ilha do Príncipe querem equilibrar crescimento com paraíso perdido


Príncipe, São Tomé e Príncipe, 06 mar (Lusa) – A ilha do Príncipe, no golfo da Guiné, é hoje um balão de ensaio de desenvolvimento sustentável num projeto de uma multinacional tecnológica que quer conciliar naquele território a preservação da natureza virgem e a exploração turística. […]

Comunicados

H2020 – Desafio societal Bioeconomia (DS2)

Estão a decorrer até ao próximo dia 13 de Fevereiro os concursos 2018 do Desafio Societal 2. Bioeconomia [concursos single-stage (CSA e IA) e concursos two-stage (RIA)].
Recordamos que no decorrer da Infoweek do DS2 que decorreu no passado mês de novembro em Bruxelas houve um Info Day para a apresentação das novidades e dos tópicos a concurso em 2018. […]

Nacional

Valorização de produtos mediterrânicos tradicionais: o contributo do projeto REALMed

[Fonte: Rede Rural Nacional] O Porco Alentejano, criado em montanheira, permite uma harmonia perfeita entre um sistema produtivo amigo do ambiente e a procura sofisticada de produtos tradicionais de alta qualidade.

É crucial conservar este sistema agrossilvopastoril, garantindo a qualidade e autenticidade dos seus produtos junto do consumidor. […]