Aumento da produção de renovável nas regiões autónomas

Aumento da produção de renovável nas regiões autónomas

Produção eólica e geotérmica foram as alterações mais significativas

A APREN, Associação de Energias Renováveis revela que no primeiro semestre de 2018, a produção de eletricidade de origem energia renovável aumentou em ambas as Regiões Autónomas, com um aumento de 37,3% para 41,3% na região dos Açores, e com um aumento de 33,2% para 38,6% na região da Madeira.

Em dados concretos, relativamente à Região Autónoma da Madeira, as fontes de energias renováveis representaram 38,6 % (161 GWh) e as fontes fósseis 61,4 % (258 GWh), enquanto no período homólogo do ano passado as tecnologias fósseis contribuíram com 66,8 % (276 GWh) e as renováveis 33,2 % (137 GWh).

Na Região Autónoma dos Açores os dados foram igualmente positivos. No primeiro semestre de 2017, o mix elétrico foi marcado por uma predominância das fontes fósseis (62,7 %, o que equivale a 241 GWh), e por sua vez, as renováveis contribuíram com 37,3 % da produção elétrica (144 GWh). Por sua vez, no primeiro semestre de 2018, apesar de existir uma predominância das fontes fósseis (58,7 %, 224 GWh), a melhoria foi significativa, sendo que as renováveis contribuíram com 41,3 % (158 GWh) da produção elétrica.

Estes dados, relativos aos primeiros semestres do ano de 2017 e de 2018, representam um aumento na produção de renováveis nestas regiões, comprovando mais uma vez que Portugal tem capacidade para reduzir a utilização de materiais fósseis.

Comente este artigo
Anterior Comunicado da direção da APROLEP: Balanço da manifestação de produtores de leite junto à LACTOGAL
Próximo Plataforma Alentejo

Artigos relacionados

Últimas

Durão Barroso considera “difícil” cumprir o Pacto ecológico europeu

Durão Barroso deixou esta sexta-feira, em declarações à Renascença, um alerta para Bruxelas sobre o Pacto ecológico europeu. O ex-presidente da Comissão Europeia e primeiro-ministro português considera que a União Europeia (UE) vai estar na vanguarda deste movimento e mostrou-se favorável ao pacto apresentado para o combate às alterações climáticas no novo modelo de crescimento económico do continente. […]

Nacional

Campanha digital europeia sobre consumo de hortofrutícolas atinge 1.000 seguidores no Twitter

Três meses depois de ter sido lançada, a campanha digital de âmbito europeu “Follow me to be healthywith Europe” conta com mais de 1.000 seguidores na rede social Twitter. […]