Ataques a agricultores na África do Sul aumentaram 60% nos últimos dez anos

Ataques a agricultores na África do Sul aumentaram 60% nos últimos dez anos

Os ataques contra agricultores na África do Sul aumentaram cerca de 60% nos últimos dez anos. Os dados são do sindicato agrícola TLU SA, que indica que entre 2000 e 2009, registaram-se um total de 1407 ataques e que entre 2010 e 2019 o número de ataques a agricultores sul-africanos reportados chegou aos 2616.

É também este relatório que indica que o número de homicídios aumentou de 637, no período entre 19990 e 1999, para 799 entre 2000 a 2009, um aumento de 22%. Já entre 2010 e 2019, o número de homicídios chegou aos 586, de acordo com o sindicato.

Já em 2018, a Agri SA, o maior grupo comercial agrícola na África do Sul, tinha denunciado aquilo que considerava ser um problema de “a violência contínua que a comunidade agrícola e a sociedade sul-africana enfrentam diariamente”, após a publicação das estatísticas que mostravam existir um aumento de criminalidade no país.

“Os assassinatos e ataques à comunidade agrícola permanecem demasiadamente elevados e são inaceitáveis, a sociedade e o Governo deveriam tomar nota disso”, disse na altura a organização.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Ministro do Ambiente: “A barragem de Fridão é um péssimo negócio e é por isso que a EDP não a quer fazer”
Próximo Quinta do Portal arrecada prémio de melhor azeite da Região Demarcada do Douro

Artigos relacionados

Últimas

Inferno, desespero e terror: Os incêndios de Castelo Branco vistos pela imprensa internacional

Os três incêndios no distrito de Castelo Branco são destaque na imprensa internacional esta segunda-feira. Desde o último sábado que as chamas consomem milhares de hectares de florestas, […]

Últimas

Já pode pedir o estatuto de agricultura familiar online

A Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural criou uma nova área online dedicada à Agricultura Familiar onde agora é possível efetuar o pedido de atribuição do reconhecimento do Estatuto de Agricultura Familiar. […]

Nacional

Chegou a hora das “universidade verdes”

            Uma universidade virada para o futuro é, hoje em dia, aquela que, pensando e agindo numa escala internacional, preserva a vitalidade do meio ambiente natural numa ótica de sustentabilidade, […]