Apresentação da AIPH na Lusoflora

Apresentação da AIPH na Lusoflora

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

A International Association of Horticultural Producers (AIPH) fará uma apresentação no âmbito da edição de 2019 da Lusoflora, certame que se realiza no Cnema, em Santarém, nos dias 22 e 23 de Fevereiro. Segundo a Associação Portuguesa de Produtores de Plantas e Flores Naturais (Apppfn), entidade organizadora da Lusoflora, a apresentação da AIPH terá lugar no dia 22 de Fevereiro, pelas 18h30.

A 32.ª edição da Lusoflora decorre sob o mote “A competitividade da Horticultura ornamental” e, além da área de exposição, conta com seminários (com os temas “Potencializar a comercialização” e “Inovação na Horticultura Ornamental”), com uma mesa-redonda (sobre “Projectos inovadores do sector / Execução do PDR 2020”) e com oficinas de jardinagem e arte floral. Consulte aqui o programa detalhado e actualizado dos dois dias de feira.

Notícias relacionadas




Comente este artigo

O artigo Apresentação da AIPH na Lusoflora foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores

Anterior Portugal Fresh organiza Missão Empresarial à Índia
Próximo Sessão de Demonstração em Olival

Artigos relacionados

Nacional

Grávidas, portadores de VIH e pessoas com sinais distintivos impedidas de ser guardas-florestais

[Fonte: Público]

Os guardas-florestais vão ajudar a proteger a floresta, incluindo dos incêndios

Se se candidatou a uma das 200 vagas para guardas-florestais da Guarda Nacional Republicana (GNR) e, entretanto, descobriu que está grávida, vai ser considerada “não apta” e deverá […]

Sugeridas

Descarbonização não se vai resolver através dos bovinos – Capoulas Santos

[Fonte: Porto Canal]
12-12-2018 11:28 | Política
Lisboa, 12 dez (Lusa) — O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos, garantiu hoje, no parlamento, que a redução da produção da carne de bovino não é a resposta para a descarbonização global. […]

Nacional

DGAV confirma novos focos de Xylella fastidiosa no país

[Fonte: Vida Rural]
Depois da primeira deteção de foco da doença no país em janeiro, em Vila Nova de Gaia, a Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) confirma agora que foram detetados novos focos de Xyllella fastidiosa em Portugal e alargada a ‘Área Demarcada’. […]