Apreendidas 1.200 toneladas de pesticidas ilegais em operação internacional

Apreendidas 1.200 toneladas de pesticidas ilegais em operação internacional

Mais de 1.200 toneladas de pesticidas ilegais foram retiradas do mercado durante a operação ‘Silver Axe VI’, liderada pela Europol, no âmbito da qual a Autoridade Tributária recusou a importação de 190 quilos de inseticidas e rodenticidas.

Segundo informação divulgada hoje pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), as mais de 1.200 toneladas de pesticidas ilegais apreendidas estavam avaliadas em cerca de 80 milhões de euros, tendo a sexta edição da operação internacional ‘Silver Axe’ contado com o envolvimento de autoridades de 35 países.

“Durante a operação as autoridades controlaram as vendas de produtos contrafeitos, de produtos proibidos e importações de produtos não regulamentados, tendo sido realizados controlos nas fronteiras terrestres e marítimas, assim como no comércio via postal cobrindo as compras ‘on-line’”, adianta o comunicado.

A mesma informação refere que no decurso desta operação foram feitas nove detenções (sete em Itália e duas em Espanha), tendo ainda sido detetadas 763 irregularidades.

Entre as 1.023 toneladas de pesticidas ilegais retiradas estão 82 toneladas de pesticidas suspeitos de serem contrafeitos, que se encontram atualmente em investigação.

A AT especifica também ter recusado, durante esta operação, a importação de 190 quilos de produtos fitofarmacêuticos (inseticidas e rodenticidas) e de 3.937,5 quilos de fertilizantes por não possuírem uma autorização de colocação no mercado válida.

A operação ‘Silver Axe’ foi desenvolvida como “uma resposta coordenada entre os vários países participantes e também com o setor privado” no combate ao tráfico de pesticidas ilegais, sendo que no conjunto das seis edições realizadas foram apreendidas 3.771 toneladas de produtos ilegais, sob a coordenação da Europol.

Comente este artigo
Anterior Aves migradoras podem não conseguir ajudar as plantas a fugir das alterações climáticas
Próximo Floresta pode ser “enorme oportunidade” para o país - Navigator

Artigos relacionados

Comunicados

53 entidades criam Centro de Competências para tornar agricultura e florestas resilientes às alterações climáticas

O Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas do Setor Agroflorestal (CNCACSA) foi formalmente constituído, a 11 de Setembro, no INIAV, em Elvas. […]

Ofertas

Oferta de estágio – Assistente Técnico Ruminantes – Engenheiro Zootécnico – Norte e Centro

Na De Heus acreditamos que as pessoas são o fator determinante para o progresso. São os nossos colaboradores que fazem […]

Últimas

Equipas no terreno na próxima semana para definir apoios após incêndios

“Objetivamente, para a próxima semana já haverá equipas de trabalho” para definir apoios, “em função dos levantamentos”, afirmou o presidente da Câmara de Figueiró […]