Apoio à armazenagem privada de azeite

Apoio à armazenagem privada de azeite

[Fonte: CAP] Embora seja previsível que a produção na UE, nesta campanha, seja inferior em 9% em relação à campanha passada, a Comissão Europeia decidiu desencadear a abertura do mecanismo de armazenada privada de azeites virgens, com o objetivo de reduzir o desequilíbrio entre a oferta e a procura e atenuar as difíceis condições que o mercado enfrenta.

Os preços do azeite na União Europeia estão baixos e as estimativas da Comissão, no que se refere a stocks acumulados reportados ao final de setembro, eram de 859 mil toneladas, em que 80% se localizavam em Espanha, o maior produtor de azeite do mundo e líder de preços.  

Ou seja, antes da campanha começar já existia esta quantidade de azeite armazenada, proveniente da campanha passada. 

A somar a esta instabilidade, acresce a imposição de taxas suplementares por parte dos Estados Unidos ao azeite espanhol, que agravará o mercado comunitário com excesso de azeite para os níveis de consumo atuais: 1559 mil toneladas.

Para reduzir este desequilíbrio e atenuar as difíceis condições de mercado, a Comissão Europeia lançou um concurso para fixar o montante da ajuda ao armazenamento privado dos azeites virgens, de modo a proporcionar um sistema operacional flexível. 

Estão previstos vários subperíodos de apresentação de propostas, para que vários operadores possam beneficiar da medida, devendo cada operador apresentar, no máximo, uma proposta por categoria de azeites virgens e por subperíodo. 

Para que seja eficaz e tenha um impacto real no mercado, a ajuda ao armazenamento privado deve ser concedida para os azeites virgens a granel.

 Uma vez que o armazenamento de produtos é frequente no setor oleícola, devem também ser aceites propostas para os azeites virgens já armazenados.

A CAP considera que esta medida, embora temporária, poderá aliviar a pressão sobre os preços, ainda que o seu efeito esteja dependente do comportamento que os mercados irão ter, nomeadamente ao nível da exportação. 

Esta é uma medida positiva, que se impunha pôr em execução, dada a conjuntura existente a nível europeu.

Os preços do azeite na União Europeia estão baixos e as estimativas da Comissão, no que se refere a stocks acumulados reportados ao final de setembro, eram de 859 mil toneladas, em que 80% se localizavam em Espanha, o maior produtor de azeite do mundo e líder de preços.  

Ou seja, antes da campanha começar já existia esta quantidade de azeite armazenada, proveniente da campanha passada. 

A somar a esta instabilidade, acresce a imposição de taxas suplementares por parte dos Estados Unidos ao azeite espanhol, que agravará o mercado comunitário com excesso de azeite para os níveis de consumo atuais: 1559 mil toneladas.

Para reduzir este desequilíbrio e atenuar as difíceis condições de mercado, a Comissão Europeia lançou um concurso para fixar o montante da ajuda ao armazenamento privado dos azeites virgens, de modo a proporcionar um sistema operacional flexível. 

Estão previstos vários subperíodos de apresentação de propostas, para que vários operadores possam beneficiar da medida, devendo cada operador apresentar, no máximo, uma proposta por categoria de azeites virgens e por subperíodo. 

Para que seja eficaz e tenha um impacto real no mercado, a ajuda ao armazenamento privado deve ser concedida para os azeites virgens a granel.

 Uma vez que o armazenamento de produtos é frequente no setor oleícola, devem também ser aceites propostas para os azeites virgens já armazenados.

A CAP considera que esta medida, embora temporária, poderá aliviar a pressão sobre os preços, ainda que o seu efeito esteja dependente do comportamento que os mercados irão ter, nomeadamente ao nível da exportação. 

Esta é uma medida positiva, que se impunha pôr em execução, dada a conjuntura existente a nível europeu.
Comente este artigo
Anterior Preparado? Apanha de pinha de pinheiro-manso arranca a 1 de Dezembro. Registo obrigatório no ICNF
Próximo Faça Chuva Faça Sol - T.2 Ep. 22

Artigos relacionados

Últimas

Abacate: a monocultura da desinformação

Imagine que numa ilha isolada de um qualquer oceano, foi descoberta recentemente uma árvore até agora desconhecida, cujos frutos de forma algo peculiar, possuem propriedades organolépticas […]

Nacional

INIAV e Asfertglobal organizam Jornadas Técnicas de Fruticultura

O Auditório da Estação Nacional de Fruticultura Vieira Natividade (ENFVN), em Alcobaça, recebe no dia 22 de Fevereiro as Jornadas Técnicas de Fruticultura, […]

Comunicados

Menos ágil, mais injusto e muito menos abrangente: assim fica o Estatuto da Agricultura Familiar com o decreto-lei 81/2021

Acabado de sair, o Decreto-Lei 81/2021, que “altera os requisitos para o reconhecimento do Estatuto da Agricultura Familiar e promove a adaptação da linha de crédito de curto prazo” […]