ANAC culpa HeliPortugal por atraso na autorização de voo dos helicópteros Kamov

ANAC culpa HeliPortugal por atraso na autorização de voo dos helicópteros Kamov

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) culpa a empresa HeliPortugal pelo atraso na autorização de voo dos helicópteros pesados de combate a incêndios Kamov.

Fonte da ANAC disse que a empresa responsável pelas aeronaves, a HeliPortugal, apenas entregou a documentação necessária para o processo de certificação dos helicópteros na segunda-feira de manhã.

“O mesmo está a acontecer com outros três helicópteros ligeiros que se encontram, neste momento, em terra, à espera dos documentos da HeliPortugal”, acrescentou a autoridade aeronáutica, questionada pela Renascença.

A ANAC disse ainda que sem esta documentação não pode conceder autorização de voo às aeronaves, por questões de segurança.

“O que nós fazemos é apenas garantir a segurança das operações de voo, mas sem o processo de certificação concluído, resta-nos esperar”, acrescentou a fonte.

A Agência Nacional de Aviação Civil autorizou na segunda-feira que três dos helicópteros pesados Kamov possam voltar a operar no combate aos incêndios.

A autorização da ANAC foi dada depois de a empresa Heliportugal, que é quem vai operar os Kamov, ter enviado os restantes documentos que estavam em falta.

As aeronaves pesadas de combate a incêndios encontravam-se em manutenção.

A autorização surge no seguimento do incêndio de grandes proporções que desde sábado fustiga o distrito de Castelo Branco sem que aqueles aparelhos estivessem aptos a ajudar no combate às chamas.

Os tês helicópteros pesados Kamov alugados pelo Estado para o combate aos incêndios florestais vão operar a partir dos centros de meios aéreos de Vila Real, Ferreira do Zêzere e Loulé, avançou esta terça-feira à agência Lusa a Proteção Civil.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior MAI elogia "cumprimento rigoroso" do modelo de combate em Vila de Rei e Mação
Próximo Portugal tem novo instrumento financeiro para apoiar agricultores

Artigos relacionados

Últimas

Estágio Vindima

Empresa vitivinícola da região da Bairrada (Anadia) procura
estagiários para a vindima 2017 (meses Agosto/Setembro/Outubro).

Tarefas:
– controlo de maturação/análises laboratoriais
– […]

Últimas

Feira Agrícola do Vale do Sousa regressa em agosto

A 40.ª edição da Agrival – Feira Agrícola do Vale do Sousa – vai realizar-se de 23 de agosto a 1 de setembro, […]

Últimas

Fórum Empresarial Andaluzia – Portugal 2020 realiza-se em Lisboa a 15 de Janeiro – Lisboa

A Extenda, empresa pública da Junta de Andaluzia para a promoção externa, e a Câmara de Comércio e Indústria Luso Espanhola organizam o “Fórum Empresarial Andaluzia – Portugal 2020”, […]