ANAC culpa HeliPortugal por atraso na autorização de voo dos helicópteros Kamov

ANAC culpa HeliPortugal por atraso na autorização de voo dos helicópteros Kamov

[Fonte: Rádio Renascença]

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) culpa a empresa HeliPortugal pelo atraso na autorização de voo dos helicópteros pesados de combate a incêndios Kamov.

Fonte da ANAC disse que a empresa responsável pelas aeronaves, a HeliPortugal, apenas entregou a documentação necessária para o processo de certificação dos helicópteros na segunda-feira de manhã.

“O mesmo está a acontecer com outros três helicópteros ligeiros que se encontram, neste momento, em terra, à espera dos documentos da HeliPortugal”, acrescentou a autoridade aeronáutica, questionada pela Renascença.

A ANAC disse ainda que sem esta documentação não pode conceder autorização de voo às aeronaves, por questões de segurança.

“O que nós fazemos é apenas garantir a segurança das operações de voo, mas sem o processo de certificação concluído, resta-nos esperar”, acrescentou a fonte.

A Agência Nacional de Aviação Civil autorizou na segunda-feira que três dos helicópteros pesados Kamov possam voltar a operar no combate aos incêndios.

A autorização da ANAC foi dada depois de a empresa Heliportugal, que é quem vai operar os Kamov, ter enviado os restantes documentos que estavam em falta.

As aeronaves pesadas de combate a incêndios encontravam-se em manutenção.

A autorização surge no seguimento do incêndio de grandes proporções que desde sábado fustiga o distrito de Castelo Branco sem que aqueles aparelhos estivessem aptos a ajudar no combate às chamas.

Os tês helicópteros pesados Kamov alugados pelo Estado para o combate aos incêndios florestais vão operar a partir dos centros de meios aéreos de Vila Real, Ferreira do Zêzere e Loulé, avançou esta terça-feira à agência Lusa a Proteção Civil.

Comente este artigo

O artigo ANAC culpa HeliPortugal por atraso na autorização de voo dos helicópteros Kamov foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior MAI elogia "cumprimento rigoroso" do modelo de combate em Vila de Rei e Mação
Próximo Portugal tem novo instrumento financeiro para apoiar agricultores

Artigos relacionados

Últimas

Há novos focos de peste suína africana em suínos domésticos na Bulgária

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Comissão Europeia acaba de demarcar novas zonas de risco elevado de peste suína africana depois de ocorrerem outros casos da doença em suínos domésticos na Bulgária. […]

Últimas

Navigator assinalou o 10º aniversário de duas das suas unidades fabris

[Fonte: Voz do Campo]

Navigator Tissue Ródão e a Navigator Paper Setúbal em duas cerimónias simbólicas que reuniram cerca de 80 Colaboradores onde assinalaram o 10º […]

Nacional

Já há data. Mercadona inaugura 1.º supermercado em 2 de julho em Gaia

[Fonte: Notícias ao minuto]
A Mercadona, maior cadeia espanhola de supermercados, vai inaugurar em 2 de julho em Canidelo, […]