Amendoal Alentejano supera a produção de Trás-os-Montes com área 18 mil hectares

Amendoal Alentejano supera a produção de Trás-os-Montes com área 18 mil hectares

Uma viagem de carro pela planície Alentejana, nas imediações da barragem do Alqueva, é o suficiente para se aperceber da mudança visual que a região tem vindo a sofrer nos últimos anos. A produção intensiva do amendoal tem vindo a garrar terreno no vasto Alentejo, podendo até vir a superar a produção de Trás-os-Montes nos próximos anos, segundo indicam os especialistas.

Segundo divulga o Centro Nacional de Competências de Frutos Secos (CNCFS) à revista Semmais, as suas previsões de produção de amêndoa em Portugal apontam para as 43.183,80 toneladas em 2023, quase uma duplicação da produção prevista para 2020, que aponta 28.004.70 toneladas.

Albino Bento, responsável pelo CNCFS, divulga que o “Alentejo já terá produzido este ano mais amêndoa que Trás-os-Montes”, sendo que a área atual ocupada por amêndoais ronda os 18 mil hectares, dos quais apenas 10 mil estão em plena produção, avança a revista Semmais.

A análise dos dados da CNCFS constatam um aumento de 27% da área de produção de amêndoa. entre 2009 e 2017 na região do Alentejo.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Campanário.

Comente este artigo
Anterior Plano Estratégico da PAC 2023-2027 - Consulta alargada aberta até 11 de dezembro
Próximo Aprovado apoio financeiro na componente fixa da energia elétrica nas atividades agrícola e pecuária

Artigos relacionados

Cotações ES

El melón se paga un 39% más caro que hace un año


En la Lonja del Melón y la Sandía de Castilla-La Mancha se anotaron nuevas subidas esta semana.
Las cotizaciones en melón subieron entre 1 y 2 céntimos oscilando entre 18 y 35 céntimos de euro por kilo, […]

Ofertas

Ofertas de emprego – Técnico Superior ICNF – Licenciado em Engenharia Florestal

Ofertas de emprego – Técnico Superior ICNF – Licenciado em Engenharia Florestal […]

Dossiers

Laboratórios que ligam universidades às empresas já atraíram €160 milhões e vão criar 550 empregos qualificados

Os CoLAB associam empresas, ensino superior, centros de investigação e Administração Pública, no desenvolvimento de atividades de investigação e inovação na saúde, serviços sociais, […]