Alqueva é “fundamental” para o regadio no Roxo

Alqueva é “fundamental” para o regadio no Roxo

O presidente da Associação de Beneficiários do Roxo (ABRoxo) reconhece que “a ligação ao Alqueva foi fundamental” para a consolidação de diversas culturas regadas no perímetro do Roxo.
“Ninguém iria investir no Roxo se não tivesse a garantia de ter água todos os anos! E nós no Roxo estávamos com uma situação em que nuns anos tínhamos água, noutros anos não tínhamos. Mas neste momento, com a ligação ao Alqueva, podemos dizer que já não temos falta de água e que os agricultores poderão utilizá-la”, afiança António Parreira ao “CA”.

Na opinião desta responsável, o regadio alicerçado no Alqueva é mesmo “o grande motor de desenvolvimento da nossa agricultura” e à resposta que é precisa dar em termos de produção “face ao aumento da população futura”.

Ainda assim, António Parreira reconhece que o crescimento do regadio tem de ser feito de forma ordenada e “bem orientada”.

E nesse âmbito, regressa à questão do preço da água: “Não podemos pôr um preço excessivamente alto na água, pois isso fará com que o preço dos alimentos seja bastante alto e não seja concorrencial. Para que o regadio não se transforme num ‘elefante-branco’ é preciso ter muito cuidado com esta situação”, conclui.

O artigo foi publicado originalmente em Correio Alentejo.

Comente este artigo
Anterior How bread and cereals prices vary across the EU
Próximo Produção de sidra na Madeira envolve 360 agricultores e gerou 1,7 ME em 2019

Artigos relacionados

Nacional

Fim-de-semana Gastronómico do Cabrito Biológico da Serra do Gerês nos dias 11 e 12 de Maio

Facebook
Twitter
Google+
Pinterest
WhatsApp


Nos dias 11 e 12 de Maio, decorre em Terras de Bouro a 6ª […]

Últimas

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

Espuma, mau cheiro, água escura e terrenos enlameados mesmo quando o tempo está quente e seco são frequentemente detetados na ribeira dos Milagres ou na mata desta freguesia de Leiria. […]

Últimas

Dia Mundial da Biodiversidade. Intermarché e Técnico juntos na preservação de sobreiros e azinheiras

O projeto piloto – Life Food Biodiversity – tem como objetivo a regeneração natural do montado, o que irá promover uma rendibilidade adicional de […]