Alentejo vendeu 1,2 milhões de litros de vinho para os Estados Unidos

Alentejo vendeu 1,2 milhões de litros de vinho para os Estados Unidos

Foram exportados para os Estados Unidos, no ano passado, mais de 1,2 milhões de litros de vinho alentejano.

A receita, em termos monetários, representa cerca de 4,7 milhões de euros. O dados foram agora divulgados, num altura em que a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) apresentou a uma comitiva de jornalistas norte-americanos, o premiado e inédita certificação do Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA).

No passado mês de agosto, a CVRA esclareceu que a apresentação aos jornalistas norte-americanos visa “a valorização e o aumento da notoriedade do Alentejo naquele que é um dos principais países importadores dos vinhos da região e já resultou em mais de 2,6 milhões de impressões, nas diferentes notícias geradas sobre o tema, tanto online, como em versão impressa”. A entidade espera ainda que a ação “se traduza num aumento das vendas para o mercado americano, que é já o quarto maior importador de vinho da região”.

A apresentação contou com os anfitriões João Barroso, coordenador do PSVA, e Evan Goldstein, master sommelier e especialista em vinhos alentejanos, além da presença de 45 representantes dos meios de comunicação norte-americanos. Neste evento apresentaram-se também cinco vinhos distintos, de cinco produtores da região, de forma a ilustrar alguns dos resultados das práticas sustentáveis promovidas e implementadas no âmbito do PSVA.

Francisco Mateus, presidente da direção da CVRA, afirma que “contamos que o mercado estadunidense, que vem a conhecer cada vez melhor os vinhos do Alentejo, reaja bem ao perceber que a nossa região pretende ser totalmente ecofriendly no que diz respeito à produção. Acreditamos que este novo selo que lançámos se transforme num impulsionador das vendas para este mercado”.

Os dois anfitriões da apresentação foram João Barroso, coordenador do PSVA, e Evan Goldstein, master sommelier e especialista em vinhos alentejanos, num evento que contou com a presença de 45 representantes dos meios de comunicação norte-americanos. A iniciativa serviu ainda para apresentar cinco vinhos distintos, de cinco produtores da região, de modo a ilustrar alguns dos resultados das práticas sustentáveis promovidas e implementadas no âmbito do PSVA.

Francisco Mateus, presidente da direção da CVRA, revelou que “Contamos que o mercado norte-americano, que vem a conhecer cada vez melhor os vinhos do Alentejo, reaja bem ao perceber que a nossa região pretende ser totalmente ecofriendly no que diz respeito à produção. Acreditamos que este novo selo que lançámos se transforme num impulsionador das vendas para este mercado”.

O artigo foi publicado originalmente em Tribuna Alentejo.

Comente este artigo
Anterior Subidas en los huevos y en conejos, repeticiones en pollo
Próximo Ciclo de webinars Turnar 4.0 discute a inovação na agricultura e no desenvolvimento rural - 16 e 17 de setembro

Artigos relacionados

Nacional

Portugal no top 5 dos países da UE com mais verbas de Bruxelas para investimento

Com o Plano Juncker, até agora, são 952 mil as startups e pequenas e médias empresas que beneficiam de melhor acesso ao financiamento para investir. […]

Últimas

INE prevê subida na produção de azeitona para azeite

Produção de azeitona para azeite vai crescer em 2020, mas cereais de inverno vão atingir valores mínimos históricos, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística. […]

Últimas

Produção de vinho do Porto baixa seis mil pipas em 2020

A Região Demarcada do Douro vai transformar um total de 102 mil pipas (de 550 mil litros cada) de mosto generoso em vinho do Porto na vindima deste ano, […]