Alentejo prevê subida na produção de vinho

Alentejo prevê subida na produção de vinho

ALENTEJO PREVÊ SUBIDA NA PRODUÇÃO DE VINHO

A região do Alentejo poderá ter na vindima deste ano um aumento entre 5% e 10% na produção de vinho, face ao volume registado em 2018, anunciou a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Há 20 anos que a CVRA recorre ao método polínico (recolha de pólen na fase de floração) para antecipar os volumes de produção em cada vindima. O processo de previsão é feito através de uma parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Para este ano, caso a previsão de subida se concretize, a região poderá produzir entre 115 a 120 milhões de litros, volume superior à média dos últimos cinco anos (de 110 milhões de litros), destaca em comunicado a comissão vitivinícola.

Francisco Mateus, presidente da CVRA, assinala que «a previsão é um instrumento essencial para calcular o nível de stocks e a capacidade de resposta às necessidades do mercado». Ainda assim, «serão as condições climatéricas a ditar a quantidade de uvas que se vai produzir no Alentejo», diz o responsável.

A região de Alentejo, cuja dimensão está entre as maiores de Portugal, com cerca de 22 500 hectares de vinha, já tem produtores a vindimar, antevendo-se que as operações de vindima possam decorrer até ao final do mês de setembro.

Fonte: Agronegócios

O artigo foi publicado originalmente em Anipla - fitonotícias.

Comente este artigo
Anterior Oferta de estágio - Engenheiro Florestal - Lamego
Próximo Alemanha ameaça suspender apoio ao acordo UE-Mercosul

Artigos relacionados

Eventos

​Lançamento do livro “As Plantas e a Alimentação Mundial” Prof. Mendes Ferrão – 26 de novembro

Entre numa viagem pelo mundo vegetal e pela variedade de plantas de todo o mundo que deixaram raízes na identidade colectiva nacional, retratados neste livro de José Eduardo Mendes Ferrão. […]

Nacional

Como 1,5 metros prometem mudar a viticultura no Douro

Há uma revolução tranquila em curso nos socalcos do grupo The Fladgate Partnership que promete ganhos na sustentabilidade do Douro e na densidade de plantação de videiras […]

Internacional

Praga de gafanhotos destruiu plantações em município angolano de Cuando Cubango

Uma praga de gafanhotos, com origem na vizinha República da Namíbia, destruiu já mais de cinco hectares de cereais no município de Dirico, província angolana de Cuando Cubango […]