AJAM pede medidas para ajudar a agricultura nos Açores

AJAM pede medidas para ajudar a agricultura nos Açores

“O momento atual deveria de ser de compromisso entre toda a fileira, de coordenação, com uma estratégia comum de modo a minimizar os constrangimentos que se avizinham”, pode ler-se num comunicado de imprensa da AJAM, no qual também assume que a Política Agrícola Comum (PAC) “não tem sido visível” em matéria de medidas de regulação. A AJAM alerta que “urge acautelar todos os intervenientes do setor, a nossa produção, com mecanismos de regulação, sob pena de alguns países excedentários na produção de leite invadirem o nosso mercado com produtos lácteos a preços baixos”.

A anunciada baixa de preço do leite pago à produção é, para a AJAM, “uma situação altamente penalizadora para os produtores de leite”, sublinhando esta associação que “a grande distribuição não deverá penalizar as indústrias e estas os produtores, numa atitude de retirar proveito da situação atual”.

“Os agricultores açorianos estão hoje ao nível da produção em igualdade de circunstâncias dos produtores nacionais e europeus, contudo, são os mais mal pagos e com custos de produção elevados”, frisa, enfatizando a ideia que, “para garantir a subsistência e a alimentação de todos, não pode ser descurado o justo pagamento da nossa produção”.
A Associação dos Jovens Agricultores Micaelenses reconhece que a agricultura açoriana tem lidado ao longo dos tempos com várias adversidades, “mas nunca com a dimensão da presente pandemia”.

O artigo foi publicado originalmente em Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior Organizações Agrícolas repudiam comunicado conjunto de seis ONGA's e defendem a valorização da produção nacional através de uma agricultura ambientalmente sustentável
Próximo WAPA cancela Prognosfruit 2020

Artigos relacionados

Nacional

Governo altera fundo de apoio aos criadores de ovinos inativo há uma década


O Governo alterou, por diploma, a gestão de verbas do fundo de apoio aos criadores de ovinos, criado em 1998 para adiantamentos para as tosquias, […]

Formações

Curso de Iniciação à Prova de Azeites – 2 de Dezembro 2017 – Mirandela

No âmbito do XIII Festival de Sabores do Azeite Novo, a APPITAD – Associação de Produtores em Protecção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro e a Escola Superior Agrária de Bragança em colaboração com a Câmara Municipal de Mirandela, […]

Últimas

UE investe 33 milhões no Alentejo. Lauak vai produzir peças para o Airbus A320

O Ministério do Planeamento anunciou ter homologado o apoio de fundos comunitários ao investimento de 33 milhões de euros da empresa Lauak, […]