Água de Espanha que chegaria a Alqueva num ano chegou numa semana

Água de Espanha que chegaria a Alqueva num ano chegou numa semana

A mais importante reserva de água do país conseguiu garantir o abastecimento do regadio em Alqueva por quase três anos.

No dia 7 de Fevereiro, às 23h, Espanha debitou para a albufeira do Alqueva um volume de água que atingiu os 650 metros cúbicos por segundo. No dia 10, chegou aos 400 metros cúbicos e 24 horas depois atingia os 550 hectómetros cúbicos. Com esta cadência a albufeira do Alqueva apresentava esta sexta-feira uma reserva de água que quase atingiu os 3,5 mil hectómetros cúbicos. Alqueva recebeu numa semana o volume de água que Espanha devia enviar ao longo de 2021.

No período de apenas uma semana, a mais importante reserva de água do país conseguiu garantir o abastecimento do regadio em Alqueva por quase três anos. Com as escorrências que continuam a ser libertadas na bacia hidrográfica do Guadiana, acrescidas da precipitação, a reserva de água em Alqueva poderá superar os mil milhões de metros cúbicos, quando o Inverno ainda está a meio e até já se perspectiva a possibilidade de atingir, pela terceira vez desde 2010 o seu enchimento pleno: faltam 600 hectómetros cúbicos.

No entanto, a fartura de água tem o seu reverso. As linhas de água no Alentejo estão repletas de represas, barragens, açudes e charcas que garantem o regadio das culturas

Continue a ler este artigo no Público.

Comente este artigo
Anterior Chuva encheu mais de metade das barragens e afastou o cenário de seca
Próximo Los precios de las almendras siguen sin mostrar una tendencia clara

Artigos relacionados

Eventos

XIX Feira do Queijo do Alentejo 2020: Academia do Queijo – 28 de fevereiro a 1 de março – Serpa

De 28 de fevereiro a 1 de março, o Município de Serpa promove mais uma edição da Feira do Queijo do Alentejo, […]

Sugeridas

Produtores de arroz debatem-se com a falta de água na bacia do Sado

Zona hidrográfica está a 25% da capacidade máxima. Produtores de arroz lamentam a inação do Governo.

Nas margens do Sado, […]

Nacional

Em 30 ou 40 anos, grandes áreas no Alentejo já não terão condições para fazer vinho

[Fonte: Tribuna Alentejo] Jorge Böhm é alemão, nascido em 1938 em Neustadt an der Weinstrasse, a viver em Montemor-o-Novo desde 1976, […]