Agroglobal 2018 começa a tomar forma

Agroglobal 2018 começa a tomar forma

A AgroGlobal começa a tomar forma. Até Setembro as novidades não vão parar. Fique a conhecer os expositores; os patrocinadores e os participantes.

→Para se inscrever clique aqui←

O objectivo da AgroGlobal é a promoção e organização um evento 100% profissional, assente num novo formato baseado na inovação, dinâmica e interactividade. Um evento que valorize o saber de experiência feito de gerações de agricultores, e que exiba os meios tecnológicos e científicos que um enorme conjunto de empresas coloca à disposição da produção de forma permanentemente renovada. Mostramos que as Escolas e organizações de produtores estão perto do processo produtivo e que desempenham um papel cada vez mais importante no processo de desenvolvimento agrícola.

AgroGlobal destaca o valor de cada área de negócio do sector agrícola, realçando também a importância e participação de áreas de negócios periféricos e essenciais para o desenvolvimento da agricultura, como é o caso da energia, banca e telecomunicações.

Procura também, através da organização de debates de elevado nível com a participação membros do governos e outros peritos nos sectores da agricultura e economia, dar a conhecer a nossa luta dentro da UE para que as nossas especificidades sejam levadas em conta e o esforço efetuado para que as ajudas disponíveis sejam aplicadas de forma simples, pragmática e sem desperdícios.

Tudo isto, abordando todos os sistemas de produção, mesmo os das zonas menos competitivas, pois não poderemos esquecer que a agricultura tem impacto social e ambiental insubstituível. Procuramos fazê-lo de forma diferente, sem o habitual cunho rural/tradicional que domina os nossos certames. Em 3D, no campo excecional da lezíria do tejo, à escala real e de uma forma dinâmica e interativa.

Crescendo em todas as edições, a missão AgroGlobal 2018 passa por acolher a participação das grandes empresas da cadeia de produção agrícola de forma cada vez mais empenhada e dinâmica. Procuramos o reforço da participação e empenho de empresas de áreas de negócio de suporte ao sector agrícola: bancos, seguradoras, empresas de energia, telecomunicações, entre outros. Serão produzidas diversas culturas na vasta área agrícola preparada para o evento, vamos procurar organizar colóquios e debates ainda mais dinâmicos. Em suma, é nossa missão fazer com que vários acontecimentos de grande importância para o setor tenham lugar na Agroglobal 2018.

 

Comente este artigo
Anterior Colóquio Nacional do Milho apresenta Estratégia Nacional para a Promoção da Produção de Cereais
Próximo Vamos criar valor é o mote para a Agroglobal de 2018 - Joaquim Pedro Torres

Artigos relacionados

Últimas

Irrigants d’Europe quer participar activamente nas decisões europeias sobre regadio

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Irrigants d’Europe, a mais recente associação europeia de agricultura de regadio, já fala a uma só voz. E quer participar em todas as decisões da União Europeia sobre o tema. Constituída a 14 de Junho, nasceu para defender os interesses do sector junto das instâncias europeias e para explicar à […]

Últimas

FitoLab – deteção de Xylella fastidiosa

O FitoLab (Laboratório de Fitossanidade) é uma unidade laboratorial do Instituto Pedro Nunes que atua na deteção e investigação das pragas e doenças de espécies hortícolas, frutícolas e florestais, contribuindo para a promoção da fitossanidade agrícola e florestal. Este laboratório de fitossanidade independente conta com supervisão de investigadores ligados à Universidade de Coimbra e reúne competências, […]

Últimas

Suinicultores portugueses oferecem churrasco para festejar 6 meses de Porco.pt

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS) vai promover no próximo sábado, 6 de Janeiro, a partir das 12 horas, junto à Estação da Gare do Oriente em Lisboa, um churrasco gratuito com a chancela do selo de certificação Porco PT. […]