Valada do Ribatejo não terá a azáfama habitual de expositores da Agroglobal (como se vê na imagem) mas a feira vai realizar-se este ano com uma série de debates transmitidos digitalmente Agricultura posiciona-se na linha da frente por uma economia melhor

Agricultura posiciona-se na linha da frente por uma economia melhor

O maior evento profissional agrícola do país, a Agroglobal, decorre até sexta-feira com um formato diferente do habitual e uma série de debates sobre o panorama do sector que contam com o apoio do Expresso

“São enormes as incertezas quanto à dimensão do impacto sobre a economia portuguesa e o seu sector agroalimentar das medidas de combate à crise sanitária que têm vindo a ser adoptadas a nível nacional e internacional”. As palavras são de Francisco Avillez, coordenador científico da AGRO.GES, e um dos convidados da nova edição da Agroglobal que a partir de hoje se encontra a decorrer no auditório da Companhia das Lezírias, em Santarém.

O maior evento profissional agrícola do país esperava receber 475 expositores para mais uma edição, mas, ao contrário da habitual azáfama de empresas, que de dois em dois anos se deslocam a Valada do Ribatejo para mostrar as suas novidades, este ano o evento será digital. Até esta sexta-feira, 11 de setembro, poderá assistir AQUI a uma série de debates, que vão juntar empresários e figuras do sector para discutir algumas das principais questões agrícolas atuais. No último dia destaque também para a apresentação da Agenda de Inovação para a Agricultura 2030 por parte da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes.

“O sucesso da transformação da agricultura depende da qualidade das parceiras feitas”, garante Daniel Traça. O diretor da Nova SBE acredita que o “processo de transformação da agricultura será longo e ultrapassará mais do que um ciclo político. Por essa razão é necessário definir mecanismos claros”.

Esta e outras questões estarão em discussão ao longo destes três dias com um conjunto de conversas sobre os temas que dominam o panorama do sector, como a agricultura de precisão ou biológica, por exemplo. O site do certame receberá também uma planta virtual que dará oportunidade aos expositores de comunicarem as suas mais recentes soluções.

Consulte AQUI o programa completo e acompanhe as principais conclusões da Agroglobal no site do Expresso e na próxima edição impressa do semanário

Continue a ler este artigo no Expresso.

Comente este artigo
Anterior Proteção Civil estima área ardida de dois mil hectares no fogo de Oliveira de Frades
Próximo Apresentação: AMBIÇÃO AGRO 2020-30 - Um contributo para a recuperação da Actividade Económica Nacional - 24 de setembro

Artigos relacionados

Nacional

E. coli resistente a antibióticos detetada em gado bovino e ovino em Espanha

Foi detetada Escherichia coli resistente a cefalosporinas – grupo de antibióticos beta-lactâmicos usados no tratamento de infeções bacterianas – de terceira e quarta geração em explorações de gado bovino e ovino no País Basco, […]

Últimas

Os agricultores têm de produzir bem, não lhes cabe o ónus da prova da eficiência ambiental – Joaquim Pedro Torres

A relação agricultura/ambiente é hoje minuciosamente escrutinada pela opinião pública. […]

Opinião

A importância das marcas e patentes no setor agrícola – Luís Caixinhas

Um dos fatores mais importantes para o crescimento do Sector Agrícola Português passa pelo desenvolvimento de marcas distintivas, de […]